domingo, 26 de agosto de 2012

AGORA ESTAMOS NO FIM DO FIM MESMO!


 Agora vai! Obama APROVA LEI que determina IMPLANTAÇÃO de CHIPS em cidadãos em 2013!

Sem dúvidas isso será imposto para o resto do mundo...
O que é terrível, é já sabermos a data que a provável marca da besta será colocada no povo...
Este dia está chegando... Prepare-se!
Pode ser a contagem regressiva para uma decisão que mudará o rumo de sua vida para sempre!
Mesmo que não seja a marca (é provável que seja), mas nunca devemos nos submeter a sermos controlados eletronicamente como robôs através de um microchip!

E é claro que a mídia podre corporativista não divulga estas notícias...

Obama aprovou a implantação do microchip nos EUA como parte da reforma dos cuidados de saúde em 2013. 
Este chip não só irá conter a sua informação pessoal com capacidade de rastreamento, mas também será vinculada à sua conta bancária.
O microchip será obrigatório, sem ele os americanos não poderão acessar os serviços de saúde.
Pela lei, a partir de março do próximo ano de 2013, cada cidadão americano é obrigado a implantar um microchip de identificação por radiofrequência (RFID), conforme exigido pela Lei de cobertura universal de saúde, que terá inicio a partir de março como uma Reforma Sanitária
O "Objetivo": a criação de um registro nacional de identificação para permitir "um melhor acompanhamento de pacientes que queiram qualquer informação sobre sua saúde." Na verdade, isso era esperado desde o final de 2004, conforme comprovado por um documento oficial do FDA.

Este documento da FDA Food and Drug Administration, datado de 10 de dezembro de 2004 tem direito Classe II Orientação Especial do Documento: Implantável radiofreqüência Transponder Identificação do paciente e informações do Sistema de Saúde jurisdição (especial Orientação Classe II: Sistema Transponder Implantável de radiofreqüência para a identificação de pacientes e informações relacionadas à saúde)...

Vem aí a escravidão moderna.


Repercussão Mundial sobre o  Micro Chip



Vídeo do casando o Verbo comentando a noticia




OBAMA JUSTIFICA CHIP NA MÃO PARA TVS DE TODO MUNDO



Governo Único Implante de Chips em Seres Humanos no Brasil Prepare se! Reaja! Não Aceite!


Dr Pedrosa - Chip: Marca da Besta ou Tecnologia a serviço do Homem?

sábado, 25 de agosto de 2012

O Anticristo e a Nova Era



“A Nova Era” é um termo usado para descrever um coquetel de práticas, filosofias e crenças fundamentadas no espiritualismo moderno, no humanismo secular e nas religiões místicas, vindas do Oriente.

meditation-fimdomundo
Embora entrelaçada em todos os campos da atividade humana – literatura, música, teatro, filmes, novelas, terapias alternativas, educação, história em quadrinhos, horóscopos, cristais, pirâmides, ecologia e alimentação – a Nova Era é um movimento difícil de ser identificado. Isso porque não tem um corpo organizado, nem uma estrutura religiosa, nem princípios doutrinários escritos e nem segue um líder visível. No entanto, está em todas as partes, conquistando homens, mulheres, crianças, ateus, racionalistas, religiosos, donas de casa, empresários e profissionais liberais. A Nova Era tem atividades para todos os gostos e preferências. Cativa as crianças que ficam grudadas diante dos jogos eletrônicos ou diante da TV para assistir desenhos orientais. Fascina os empresários com os seminários de auto-ajuda para seus empregados. E atrai a atenção da juventude com a meditação transcendental, as disciplinas orientais ou uma literatura aparentemente inofensiva como “Fernão Capelo Gaivota”.
A humanidade vive com medo, e essa é a razão do crescimento surpreendente que a Nova Era teve nos últimos anos. Há muita violência, sofrimento, exploração do ser humano por seu próprio semelhante. Há um vazio existencial cuja origem é ignorada conscientemente.
Há ocasiões em que você se sente tão deprimido, tão oco, tão rodeado de circunstâncias difíceis que não sabe para onde correr, nem onde se esconder. É aí que aparece a Nova Era, com a idéia maravilhosa de que você pode ser o Deus de seu próprio destino, porque existe uma energia ilimitada dentro de você. Você precisa descobrir o “Eu Superior” que dorme no seu interior. Se souber fazê-lo – afirmam os adeptos da Nova Era – não precisará mais do Deus apresentado pela Bíblia, já que Deus não passa de uma “Energia Superior” que pode estar em você, ou, na melhor das hipóteses, nos recursos da Natureza: no Sol, na Lua, nas estrelas ou nos cristais, nas pirâmides, ou simplesmente na terra, nas árvores e na água.
Mas o que tem tudo isto a ver com as profecias do Apocalipse? Voltemos novamente os olhos ao Jardim do Éden. Especificamente ao diálogo entre Eva e o demônio, disfarçado de serpente. Deus tinha advertido ao primeiro casal de que a vida deles dependeria da observância e obediência aos princípios de vida estabelecidos pelo Criador.
Leiamos em Gênesis 2, 16 e 17: “…De toda árvore do jardim comerás livremente, – tinha advertido o Criador – mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás”.
Mas ali aparece a serpente e contradiz a advertência divina: Veja o que diz Gênesis 3, versos 4 e 5: “…É certo que não morrereis. – afirma – Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal”.
Nessa declaração histórica da serpente estão as verdadeiras raízes da Nova Era, que pode hoje se apresentar revestida de “solução” para o mundo desumano e violento em que vivemos, mas que, na realidade, só mudou de roupagem.
A resposta da serpente a Eva apresenta quatro dos vários fundamentos da Nova Era:
1. Não morrereis.
2. Se comerdes da árvore recebereis uma energia sem limite, e vossos olhos se abrirão.
3. Sereis como Deus.
4. Decidireis o que é certo e errado.
Deixaremos o primeiro fundamento – “Não morrereis” – para ser tratado num outro programa desta série.
 Consideremos aqui os três últimos:
Sereis como Deus – A grande acusação de Satanás foi que Deus era injusto e, portanto, não merecia mais adoração nem obediência. “Eu posso ser Deus”, era a idéia de fundo. “Vote em mim. Eu posso liberá-lo de todas as imposições divinas”. E com esse tipo de campanha eleitoral, Lúcifer conseguiu enganar uma terça parte dos anjos. O profeta Isaías no capítulo 14, versos 13 e 14, dirige-se a Lúcifer com as seguintes palavras:
“Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono… subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo”.
Você percebe que a tese de Lúcifer era: “Não preciso de Deus porque eu posso ser Deus”? Ele começou assim, depois continuou tentando o ser humano com a fascinante idéia: “sereis como Deus”. Por algum motivo essa idéia foi muito desenvolvida no Oriente. Mas hoje chega com força ao Ocidente através de algo aparentemente inocente como a yoga. Os místicos orientais, entre eles os hindus e budistas, praticaram a yoga ou meditação transcendental durante séculos. O propósito da meditação é alcançar a “perfeição espiritual”, aquele estado espiritual “maravilhoso” denominado nirvana, “a suprema realidade”. Para alcançar o nirvana, a yoga ensina a alterar o estado mental, fugindo do mundo físico e juntando-se a Brahma (deus) com a possibilidade de tornar-se, por sua vez, um deus.
Eles ensinam que Deus é uma energia que pode estar em tudo. E, no momento em que você, através da meditação, consegue alcançar essa energia, passa a ser o deus de seu próprio destino.
Junto à meditação, a yoga usa muito os mantras, que são repetições constantes de sons que ajudam a entrar no estado do nirvana. A famosa atriz Shirley Maclaine, escreveu um livro onde afirma que o mantra que ela usa no seu hatha yoga é: “Eu sou o deus da luz”.
A yoga hoje está se tornando tão comum, que quase virou moda. Não é uma nova religião, é uma filosofia de vida. Você pode continuar com a sua religião e crendo no deus que quiser. Afinal de contas, se Deus é apenas uma energia superior e não um Deus pessoal, Ele pode estar em todas as partes do Universo e em forma de qualquer deus. E mais ainda: você pode alcançar esse estado superior ao longo dos anos e da prática da meditação.
Mas o anjo de Apocalipse disse em voz alta: Veja o capítulo 14, verso 7: “…Temei a Deus e dai-lhe glória… e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas”.
Este Deus não é apenas um deus energia; é um Deus pessoal; e a criatura nunca poderá tornar-se igual ao Deus. A Bíblia é contundente ao mencionar, em Isaías capítulo 55, verso 9, o seguinte: “Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos”.
O segundo argumento da Nova Era, apresentado por Lúcifer no Jardim do Éden, tinha como propósito tirar a atenção humana de Deus e direcioná-la para as coisas criadas. “Se comerdes” – disse a serpente – “vossos olhos se abrirão”. Em outras palavras Satanás estava querendo dizer que existia algo de mágico naquela árvore. Que ela teria uma energia especial e poderia ser a porta que conduziria o ser humano a uma esfera superior. “Esta é a chave de vosso desenvolvimento. Vossos olhos se abrirão”.
Parece-lhe estranho que hoje as pessoas busquem a solução de seus problemas nas pirâmides, nos cristais, nas pedras preciosas ou nos astros?  Essa atitude se baseia na idéia de que “tudo” – pessoas, animais, plantas, objetos, estrelas ou planetas – enfim, tudo é apenas parte de uma unidade abrangente, impessoal e absoluta. Ninguém existe ou vive por si só. Tanto nós, quanto os cosmos, fazemos parte de uma “unidade absoluta”, denominada “consciência universal”, “energia vital universal”, “a força” ou, inclusive, “deus”. Dentro desse conceito, o bem-estar de todos depende de sua interligação com esse total energético absoluto, concentrado em algum elemento ou num peculiar centro de energia pessoal.
Mas a experiência mostra que, quando o ser humano tira os olhos de Deus e começa a concentrá-los nas coisas criadas, o resultado quase natural é o ocultismo, nas suas mais variadas formas.
Analise por exemplo o filmes e programaa de TV que seus filhos assistem ou assistiam todo dia . Os desenhos apresentam seres sobrenaturais, com características humanas. Esses seres se dividem em dois bandos: os maus e os bons. Cada episódio é um desfile de feitiçaria, magia e encantamentos.
Antigamente um adulto se assustava apenas com o ouvir a palavra magia ou feitiçaria. Mas a geração atual aceita tudo isso como parte de seu cotidiano. Em nenhum episódio aparece Deus. Tudo que é preciso para resolver problemas é um pouco de energia cósmica ou alguns trabalhos de feitiçaria. As crianças crescem aceitando a feitiçaria, a vidência, e o ocultismo com a maior naturalidade. Em 1996, o garoto norte-americano Keith Flaig, de 14 anos, brincava no computador com o melhor amigo, Nicholas Watts, na cidade de Portland, quando, de repente, sem motivo nenhum, Keith rasgou com uma faca a garganta do amigo. Depois, o garoto pegou uma pistola calibre 20 e atirou contra a irmã e a mãe de Nicholas, e finalmente, suicidou-se.
Um jornalista disse que: “Antes de cometer toda esta barbaridade, Keith jogava ‘Hell’, game de ação com cenários assustadores. Um exemplo é o campo de punição, onde há pessoas queimadas e amarradas em estacas de madeira. A sala do dentista é pior. Em vez de aparelhos odontológicos, vêem-se serrotes, limas e uma cadeira de tortura. Na história, o jogador assume o papel de um casal que procura pistas para desvendar segredos de um ditador. É macabro. Foi depois de mergulhar nessa história perturbadora que o garoto Keith cometeu os terríveis homicídios.”
O terceiro argumento apresentado pela serpente foi que, ao abrir-se os olhos de Eva, ela passaria a ser quem determinaria o que é bom e o que é mau. E esta, talvez, seja uma das principais razões porque a Nova Era é tão fascinante. Ela dá ao indivíduo um sentido de autocontrole e de poder. Promete crescimento espiritual descobrindo o “eu superior”, e você passa a ser seu próprio deus. Ninguém tem o direito de impor qualquer tipo de moral a você. O que você decidir está certo.
Em março de 1989 por exemplo, descobriu-se que Ozel Tendzin, líder espiritual do ramo mais numeroso dos budistas tibetanos nos Estados Unidos, estava com AIDS. Foi um golpe tremendo para seus seguidores. Tendzin, cujas atividades homossexuais não eram segredo para ninguém, tinha sido contaminado, mas nunca o reconheceu, até que foi confrontado com seus parceiros -homens e mulheres – todos contaminados.
O que impressiona é que quando John Dart, editor da coluna de religião de “Los Angeles Times”, falou com Martin Janowitz, um dos líderes da organização de Tendzin, este respondeu: “Nós não temos dentro de nossa religião um conceito acerca de práticas sexuais, morais ou imorais. Nós não consideramos, como o fazem outras religiões, que as práticas homossexuais sejam pecado”.
Isto é “fascinante” para o ser humano. Você é “livre” para chamar ao mal, bem e ao bem, mal.  Você determina o que é certo e errado. Não é extraordinário do ponto de vista humano?
Você percebe que o inimigo de Deus continua com a velha tese: “Não busque a solução de seus problemas em Deus. Busque-os dentro de você mesmo ou da Natureza”. E está conseguindo seu objetivo. Por incrível que pareça, está. Se você duvida, entre numa livraria e observe a enorme quantidade de livros esotéricos, de yoga, meditação transcendental, horóscopos e afins. Sente-se diante da TV e perceba a inúmera quantidade de filmes, novelas e programas que tem como tema central a reencarnação, o espiritismo e filosofias orientais.
Coincidência? Não. Tudo estava na profecia. Pouco antes da volta de Cristo, exatamente esse seria o pensamento da moda.
E você precisa estar avisado para fundamentar sua fé unicamente na Palavra de Deus.

SINAIS DOS TEMPOS


A Verdade Sobre os Sinais dos Tempos

Quais São os Sinais do Fim da Era da Igreja?

Salvo algumas exceções, a era da Igreja não é um período de cumprimento profético. Pelo contrário, a profecia será cumprida depois do Arrebatamento, em relação à ação de Deus com a nação de Israel nos sete anos da Tribulação. A atual era da Igreja, em que os crentes vivem hoje, não tem uma cronologia profética específica, como Israel e sua profecia das setenta semanas de anos (Daniel 9:14-27). No entanto, o Novo Testamento dá características gerais que descrevem a era da Igreja.
Até mesmo profecias específicas cumpridas durante a era da Igreja estão relacionadas ao plano profético de Deus para Israel e não diretamente para a Igreja. Por exemplo, a destruição profetizada de Jerusalém e seu Templo em 70 d.C. é relativa a Israel (Mateus 23.28; Lucas 19.43-44; 21.20-24). Portanto, não é contraditório que as preparações proféticas relacionadas a Israel já estejam acontecendo com o restabelecimento de Israel como nação em 1948, apesar de ainda estarmos vivendo na era da Igreja.
A era da Igreja não é caracterizada por eventos proféticos historicamente verificáveis, exceto seu início no Dia de Pentecostes e seu fim com o Arrebatamento. Mas o rumo geral desta era foi profetizado e pode oferecer uma visão panorâmica do que se pode esperar durante esta era.

Existem sinais relacionados ao plano divino do fim dos tempos para Israel?

Sim, existem muitos sinais relacionados ao programa divino do fim dos tempos para Israel. No entanto, devemos ter cuidado com a maneira como os relacionamos a nós hoje durante a era da Igreja. Já que os crentes de hoje vivem na era da Igreja, que terminará com o Arrebatamento da Igreja, sinais proféticos relacionados a Israel não são cumpridos nos nossos dias. Ao invés disto, o que Deus está fazendo profeticamente nos nossos dias é preparando o mundo ou "montando o cenário" para a hora em que Ele começará Seu plano relacionado a Israel, que envolverá o cumprimento dos sinais e dos tempos. Um indicador importante de que provavelmente estamos próximos do começo da Tribulação é o fato evidente de que a nação de Israel foi reconstituída depois de quase 2000 anos.

O que significa "montar o cenário"?

A atual era da Igreja não é uma época em que a profecia bíblica está sendo cumprida. A profecia bíblica está relacionada com um período depois do Arrebatamento (o período de sete anos da Tribulação). Porém, isto não quer dizer que durante a atual era da Igreja, Deus não esteja preparando o mundo para esse período futuro – na verdade, Ele está. Mas isto não é "cumprimento" específico de profecia bíblica. Portanto, mesmo que a profecia não esteja se cumprindo na nossa época, isto não quer dizer que não podemos identificar "tendências gerais" na atual preparação para a Tribulação vindoura, principalmente porque ela acontecerá logo depois do Arrebatamento. Chamamos esta abordagem de "montagem de cenário." Assim como muitas pessoas separam a roupa na noite anterior para usá-la no dia seguinte, Deus está preparando o mundo para o cumprimento certo da profecia no futuro.
O Dr. John Walvoord explica:
Mas se não há sinais para o Arrebatamento em si, quais são as fontes legítimas que levem a crer que o Arrebatamento esteja próximo desta geração?
A resposta não é encontrada em nenhum dos eventos proféticos previstos antes do Arrebatamento mas no entendimento dos eventos que seguem ao Arrebatamento. Assim como a história foi preparada para a primeira vinda de Cristo, ela está sendo preparada para os eventos que levam à Sua Segunda Vinda... Sendo assim, isto leva à conclusão inevitável de que o Arrebatamento pode estar inevitavelmente próximo.
A Bíblia fornece profecias detalhadas sobre os sete anos da Tribulação. Na verdade, Apocalipse 4-19 oferece um esboço detalhado e ordenado dos participantes e eventos principais. Com base em Apocalipse, o estudante da Bíblia pode harmonizar as centenas de outras passagens bíblicas que falam da Tribulação num modelo claro do que será o próximo período de tempo no planeta Terra. Com esse modelo para nos guiar, podemos ver que Deus já está preparando ou montando o cenário para o mundo, no qual o grande drama da Tribulação se desdobrará. Assim, esse período futuro lança sobre a nossa época uma sombra de expectativa, de tal forma que os eventos atuais oferecem sinais discerníveis dos tempos.

Postagem em destaque

Cientistas tentam explicar relato do Livro de Josué sobre o Sol parando

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicaram os resultados de uma pesquisa inédita na revista científica Astronom...