domingo, 31 de agosto de 2008

Clube Bilderberg

Durante os últimos 50 anos, um grupo seleto de políticos, empresários, banqueiros e poderosos em geral tem se reunido secretamente para planejar as grandes decisões que movem o mundo e que, depois, simplesmente acontecem. O livro A Verdadeira História do Clube Bilderberg, de autoria do jornalista e especialista em comunicação Daniel Estulin, que há 13 anos investiga as atividades secretas do Clube Bilderberg e que foi ganhador de três prêmios de pesquisa nos EUA e Canadá, aponta quem aciona os controle por detrás da fachada das organizações internacionais conhecidas. O livro foi editado em 28 países em 21 idiomas. Segundo o autor, a 1ª edição na Venezuela, Colômbia e México foi esgotada em menos de 4 horas e causou manifestações em frente às embaixadas dos EUA que, como é óbvio, ninguém viu e nem ouviu na TV ou nos noticiários de imprensa. A seguir, você vai saber o motivo.
O texto abaixo – que uma amiga minha considerou "uma confusão dos diabos" - é uma resenha desse livro. Mas, como disse Sun Tzu, para combater um inimigo é preciso conhecê-lo, pois não se pode lutar contra algo que não se conhece.
***
A verdadeira história do Clube Bilderberg é uma narração da subjugação impiedosa da população por parte de seus governantes. Um Estado Policial Global que ultrapassa o pior pesadelo de Orwell, com um governo invisível, onipresente, que manipula os fios desde a sombra, que controla o governo dos EUA, a União Européia, a Organização Mundial de Saúde, as Nações Unidas, o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional e outras instituições similares. E, o mais espantoso de tudo, formula os projetos futuros da Nova Ordem Mundial.
Muitos grandes empresários, políticos, incluindo alguns de seus colaboradores, estão lutando para impor limites ao Clube, alguns de fora, outros de dentro, se bem que de forma encoberta. Esse interesse de dominar o mundo não é novidade na história da Humanidade. Outros já tentaram antes.
O lado obscuro do Clube Bilderberg – o pior mal já enfrentado pela humanidade – está entre nós e utiliza os novos e amplos poderes de coação e terror que a ditadura do complexo industrial-militar global – segundo palavras do autor - requer para acabar com a resistência e governar aquela parte do mundo que resiste às suas intenções.
Cada nova medida, por si só, pode parecer uma aberração mas o conjunto de mudanças, que formam parte do processo em curso, constitui um movimento em direção à Escravidão Total. A batalha está se realizando neste preciso instante em que você lê esta matéria e a ditadura global – o Governo Mundial Único – está vencendo.
O objetivo dos que lutam contra essa ditadura global é defender a nossa intimidade pessoal e nossos direitos individuais, a pedra angular da liberdade. E essa batalha envolve o Congresso dos EUA, a União Européia, os tribunais, as redes de comunicação, as câmeras de vigilância, a militarização da polícia, os campos de concentração, as tropas estrangeiras estacionadas em solo de diversos países, os mecanismos de controle de uma sociedade sem dinheiro em espécie, os microchips implantáveis, o rastreamento por satélite GPS, os cartões de identificação por radiofreqüência (RFID), o controle da mente, as contas bancárias, os cartões inteligentes e outros dispositivos de identificação que o Grande Irmão nos impõe e que conectam os detalhes da nossa vida a enormes bancos de dados secretos dos governos.
Os caminhos que forem tomados agora determinarão o futuro da humanidade: se passaremos a fazer parte de um Estado policial eletrônico global ou se continuaremos como seres humanos livres.
O Clube do governo mundial na sombra decide, numa reunião anual secreta, como devem ser realizados seus projetos diabólicos. Quando se celebram essas reuniões, não por acaso seguem-se guerras, a fome, a pobreza, a derrubada de governos e abruptas e surpreendentes mudanças políticas, sociais e monetárias.
Skinner – Burrhus Frederic Skinner -, cientista do comportamento e do aprendizado, colaborador do Instituto Tavistock – organização de pesquisa no campo da psicologia social aplicada – que, por sua vez, é colaboradora do Clube Bilderberg, considera a população em geral incompetente para educar seus filhos e propõe como sociedade ideal aquela em que os filhos são separados das famílias por ocasião do nascimento e educados pelo Estado, que paga aos pais por seus filhos uma determinada quantia, em centros onde passam a viver.
Outra forma de manipulação de conduta utilizada pelo Clube Bilderberg é conseguir que as pessoas obtenham algo que desejam em troca da renúncia de outra coisa, principalmente a liberdade.
Se bem que o Clube Bilderberg, a Comissão Trilateral, a Mesa-Redonda, o Conselho de Relações Internacionais, as Nações Unidas, o Fundo Monetário Internacional, o Clube de Roma e algumas outras organizações realizem seus planejamentos e suas gestões em particular; a imprensa, as rádios e as cadeias de TV se negam a cobrir o tema e não se atrevem a falar dele. Isso mantém a maioria da população num estado contínuo de ansiedade interior porque as pessoas estão demasiado ocupadas garantindo sua própria sobrevivência ou lutando por ela.
A técnica do Clube Bilderberg consiste em submeter a população e levar a sociedade a uma forte situação de insegurança, angústia e terror, de maneira que as pessoas cheguem a sentir-se tão exaltadas que peçam, aos gritos, uma solução, qualquer que seja. Essa técnica tem sido aplicada às gangues de rua, às crises financeiras, às drogas e ao atual sistema educacional e prisional.
Com relação ao sistema educacional é necessário dar a conhecer que os estudos realizados pelo Clube Bilderberg demonstram que conseguiram diminuir o coeficiente intelectual médio da população. Para conseguir isso não só manipulam as escolas e as empresas, mas também têm se apoiado na arma mais letal que possuem: a televisão e seus programas de baixo nível, para afastar a população de situações estimulantes e conseguir assim entorpecê-la.
O objetivo final desse pesadelo – ou dessa "confusão dos diabos"... - é um futuro que transformará a Terra num planeta-prisão por meio de um Mercado Globalizado Único – que tornou o mundo plano -, vigiado por um Exército Mundial Único, regulado economicamente por um Banco Mundial e habitado por uma população controlada por microchips cujas necessidades vitais terão sido reduzidas ao materialismo e à sobrevivência: trabalhar, comprar, procriar, dormir, tudo conectado a um computador global que supervisionará cada um de nossos movimentos.
Os membros do Bilderberg "possuem" os bancos centrais e, portanto, estão em condições de determinar os tipos de interesses, a disponibilidade de dinheiro, o preço do ouro e quais os países que devem receber quais empréstimos. Ao movimentar divisas, os membros do Bilderberg ganham milhares de dólares.
Desde 1954, os sócios do Bilderberg representam a elite das nações ocidentais - financistas, industriais, banqueiros, políticos, líderes de corporações multinacionais, presidentes, primeiros-ministros, ministros das Finanças, secretários de Estado, representantes do Banco Mundial, OMC, FMI, executivos dos meios de comunicação e lideranças militares -, um governo nas sombras que se reúne em segredo para debater e conseguir um consenso sobre a estratégia global. Todos os presidentes dos EUA, desde Eisenhower, pertenceram ao Clube. Também Tony Blair, assim como Lionel Jospin, Romano Prodi, ex-presidente da Comissão Européia, Mario Monti, comissário europeu para a Concorrência, Pascal Lamy, comissário do Comércio, José Manuel Durão Barroso, atual presidente da Comissão Européia, Alan Greenspan, chefe do FED (o Banco Central dos EUA), Hillary Clinton, John Kerry, a ministra de Assuntos Internacionais da Suécia, assassinada, Anna Lindh, Melinda e Bill Gates, Henry Kissinger, a dinastia Rothschild, Jean-Claude Trichet, cabeça visível do Banco Central Europeu, James Wolfenson, presidente do Banco Mundial, Javier Solana, ex-Secretário Geral do Conselho da Comunidade Européia, o financista George Soros, um especulador capaz de derrubar moedas nacionais em proveito próprio, e todas as famílias reais da Europa. Juntamente com eles sentam-se os grandes proprietários dos meios de comunicação, pessoas que controlam tudo o que se lê e assiste.
Em 2004, no Grande Hotel des Iles Borromées, em Stresa, Itália, em mais um Encontro, celebrou-se o 50º aniversário do Grupo, que foi constituído entre os dias 29 e 31 de maio de 1954 no hotel Bilderberg (daí o nome de Grupo Bilderberg), na localidade holandesa de Oosterbeckl em um evento organizado pelo príncipe Bernard, da Holanda.
Tanto Donald Rumsfeld, atual Ministro da Defesa dos EUA, como o general Peter Sutherland, da Irlanda, são membros do Bilderberg. Sutherland é ex-comissário europeu e presidente da Goldman, Sachs e Britsh Petroleum. Rumsfeld e Sutherland ganharam um bom dinheiro em 2000 trabalhando juntos no conselho da companhia energética suíça ABB (Asea Brown Bovery Ltda). Sua aliança secreta tornou-se pública quando se descobriu que a ABB havia vendido dois reatores nucleares a um membro ativo do "eixo do mal", a Coréia do Norte!
Por outro lado, é muito difícil resumir como o Clube Biderberg esteve envolvido com a administração de Ronald Reagan, eleito presidente dos EUA em 1980. Todos os cargos importantes do governo foram ocupados por socialistas fabianos, recomendados pelo Heritage Foundation do Bilderberg/Rockefeller (um parêntesis para assinalar que a Heritage Foundation, fundada em 1973, apresenta-se como um instituto educacional de pesquisa que formula e promove políticas públicas e conservadoras baseadas nos princípios de livre-empresa, governo limitado e liberdade individual, o que torna essa afirmativa – pelo menos essa – inverossímil); com o assassinato de Aldo Moro - morto pelo grupo maçon P2, com o objetivo de alinhar a Itália com o Clube de Roma e com Bilderberg; com o assassinato de Ali Bhutto, presidente do Paquistão, em 1979, que queria desenvolver armas nucleares como elemento de dissuasão contra "as contínuas agressões israelenses no Oriente Médio"; com a deposição do Xá do Irã pelo aiatolá Khomeini, uma criação da VI Divisão de Inteligência Militar britânica, popularmente conhecida como MI6 (sobre o qual o Parlamento britânico não tem jurisdição); ou com o caso Watergate. Ao contrário do que sempre afirmou o Washington Post, não houve nenhuma "evidência" de que Nixon tenha abusado de seu poder. Se cometeu algum crime foi o de não defender a Constituição dos EUA, como jurou na cerimônia de posse.
O surgimento de Bill Clinton, "ungido" como candidato à presidência dos EUA na conferência de Bilderberg de 1991, em Baden-Baden, Alemanha, à qual ele esteve presente, também não é muito fácil de esclarecer. O que é completamente desconhecido pela maior parte da população mundial é que Bill Clinton, saindo da conferência, realizou uma inesperada viagem a Moscou, onde em uma terça-feira, 9 de junho de 1991, entrevistou-se durante uma hora com o Ministro do Interior soviético, Vadim Bakatin, ministro do já então condenado governo de Mikhail Gorbachev. Especula-se que Clinton tenha sido enviado a Moscou pelo Clube Bilderberg para conseguir que "enterrassem" os relatórios da KGB sobre a juventude do próprio Clinton e suas atividades contra a guerra do Vietnã, dois meses antes de anunciar a sua candidatura à presidência. Afinal, Vadim Bakatin, no governo de Boris Yeltsin, que sucedeu Gorbachev, foi nomeado para um importante cargo na KGB.
Como esses fatos podem ser verificados? É virtualmente impossível penetrar no Clube Bilderberg. Algumas provas não estão ao alcance porque fazem parte dos arquivos da Inteligência e só uma minoria privilegiada pode vê-las. Não esperem nunca que os meios de comunicação mencionem a conspiração nos telejornais da noite. E, como nada disso que consta no livro de Daniel Estulin aparece nos noticiários, as pessoas imaginam tratar-se de mais uma das muitas teorias de conspiração a serem desprezadas, freqüentemente ridicularizadas e, por fim, rejeitadas. Resumindo: "uma confusão dos diabos".
O objetivo do Clube Bilderberg é a busca de uma era pós-nacionalismo, em que já não haverá países, só regiões e valores universais. Ou seja, só uma economia universal, um governo universal (designado, não eleito) e uma religião universal. Para assegurar esses objetivos, os membros do Clube defendem um enfoque mais técnico e menos conhecimento por parte do público. Seu objetivo final é o controle de absolutamente tudo no mundo, em todos os sentidos da palavra: a atmosfera, os oceanos, os continentes com todas as suas criaturas. Agem como se fossem Deus na Terra.
Deus pode ter criado o Universo mas, no que diz respeito ao planeta Terra, a mensagem do Clube Bilderberg para Deus é simplesmente a seguinte: "Obrigado. Mas a partir de agora nós mesmos vamos tomar conta".
Recentemente, em 28 de fevereiro de 2006, Daniel Estulin denunciou, na Internet, as dificuldades para que seu livro seja vendido em Portugal e Espanha, inclusive com boicote por parte da editora Planeta, que o editou

Rumo ao Governo do Anti-Cristo

Polarização.
Esta é a palavra de ordem no cenário geopolítico mundial. O motivo principal de tal polarização, nos dias atuais, se deve principalmente ao confronto entre crenças. A quem interessaria este clima de confronto religioso no mundo? Para aqueles que estão atentos às profecias bíblicas, a resposta é óbvia: tal cenário de confronto, motivado por convicções religiosas dos principais líderes envolvidos, gera os elementos necessários para que o sistema maligno da besta seja instalado.
Por um lado, as pessoas começam a clamar por uma “terceira via”, fruto do diálogo e do entendimento, com todos cedendo espaço dentro de suas convicções para juntos chegarem a um “denominador religioso comum”, mesmo que esse denominador comum seja a adoração da própria “divindade interior humana”. Essa idéia começou a surgir nos anos 60 e, paulatinamente, vem ganhando espaço entre a maioria da população mundial. De outro lado, há uma crescente aversão aos líderes políticos que, com suas motivações religiosas, colocam em xeque a paz e a segurança mundiais, abrindo o caminho para que, num futuro muito próximo, haja uma perseguição oficial contra toda crença fundamentalista ou exclusivista.
A questão que surge é: será que essa crescente polarização entre líderes que afirmam ser cristãos e líderes que afirmam ser muçulmanos é apenas um fato histórico que será aproveitado politicamente por aqueles que trabalham secretamente pela instalação do sistema da besta ou será que esse constante clima de instabilidade gerado pelas decisões de tais líderes obedece a um plano maligno detalhadamente elaborado, no qual peças chaves da política mundial estariam conscientemente envolvidas, defendendo suas crenças religiosas apenas como um jogo de cena? Sinceramente, não sabemos. Mas cremos que o leitor do Projeto Omega precisa ter em mente essas duas possibilidades...
As provas dessa crescente polarização saltam à vista. No começo de fevereiro de 2006, o ministro italiano para as Reformas Institucionais, Roberto Calderoli, pediu o “uso da força contra os povos muçulmanos e a intervenção do papa Bento XVI para organizar uma nova cruzada”. Calderoli anunciou também que seu partido, aliado do primeiro-ministro Silvio Berlusconi no governo de centro-direita na Itália, apresentará uma moção no Parlamento Italiano para criar uma consulta contra as discriminações a cristãos.. “Os países que discriminam devem ser castigados”, concluiu Calderoli (GLOBO ONLINE – 08/02/06). Por outro lado, as declarações do presidente iraniano Ahmed Almanidejad, ameaçando “riscar Israel do mapa”, seguidas pelo crescente aumento dos muçulmanos radicais dispostos a cometer ataques suicidas (ainda mais depois da intervenção dos EEUU no Iraque e o desequilíbrio religioso gerado por essa intervenção). Por onde quer que o cristão evangélico presidente americano George Bush passe, há violentos protestos. Há poucos dias, durante a visita de Bush à Índia, vários protestos deixaram mortos e destruição. No Iraque, sunitas e xiitas ameaçam, ainda sob intervenção americana, iniciar um confronto civil. Enquanto isso, o Hamas assume o poder na Palestina, enquanto que jornais ocidentais publicam charges humorísticas de Maomé...Pois é, a polarização religiosa está produzindo o ambiente propício para o começo de um conflito mundial, tendo como seu epicentro, precisamente, o Oriente Médio. Também está produzindo o cenário propício para o surgimento a nível mundial do anticristo e do falso profeta. Esse cenário propício pede uma liderança carismática, que ofereça à maior parte da população mundial, ansiosa por paz e segurança, uma “terceira via”, baseada no entendimento entre pessoas de diversas crenças, baseados em novos paradigmas religiosos. Ao mesmo tempo, esse novo paradigma religioso, ao opor-se a todo fundamentalismo, lançará as bases para a perseguição à Igreja do Senhor Jesus, composta por Seus verdadeiros servos, que não abrirão mão de suas convicções, nem se prostrarão diante da besta e seus novos paradigmas. Você percebe? Tudo caminha para a concretização profética revelada na Bíblia e nós devemos estar atentos a ela. Diante de toda essa “fumaça cênica” religiosa e geopolítica, está o verdadeiro embate já retratado na Palavra. De um lado, a besta levantando-se contra todas as crenças tradicionais e chamando a adoração mundial para si (II Tessalonicenses 2:4, Apocalipse 13:8), de outro lado a triunfante Igreja de Jesus sendo perseguida, porém, mesmo em meio à ferrenha perseguição e tribulação, mantendo seu testemunho, amando a Deus e esperando a bem-aventurada vinda do Senhor Jesus, para derrotar a besta e implantar Seu abençoado reino na Terra (Apocalipse 13:10, Apocalipse 12:17, Apocalipse 20:4, Tito 2:13),
O CONTROLE AUMENTA!
Lembro que há 10 anos, quando alguém falava em introduzir algum mecanismo de controle no corpo humano, era imediatamente rejeitado como um alienado ou desinformado. Como pessoas aceitariam em seus corpos tais elementos de rastreamento e identificação, já que eles reduzem a liberdade individual? Pois é, mais uma vez a Palavra do Senhor se cumpre, acima das expectativas ou opiniões humanas. Nos últimos 10 anos o uso do chip subcutâneo foi autorizado na maioria dos países (principalmente os mais influentes). Primeiro foi usado no controle de animais. Depois, seres humanos começaram a usá-lo de forma experimental. Nos últimos 5 anos, casas noturnas, empresas, governos e, pasmem, igrejas, já começam a utilizar essa tecnologia, a qual permite armazenar milhares de dados do portador, fazendo desnecessários outros documentos!
Muitos têm nos perguntado se o verichip ou qualquer outro tipo de chip inserido no corpo humano é a marca da besta. Nossa resposta é negativa. O fato de receber um chip não significa, per si, receber a marca da besta. Porém, essa é apenas uma parte da questão . Vemos que muitos líderes eclesiásticos têm se levantado para “desmistificar” o possível uso do chip subcutâneo, dizendo que é apenas mais um método de identificação. Cremos que eles estão mostrando apenas “um lado da moeda”. O Projeto Ômega alerta para os grandes problemas em aceitar um microchip dentro de seu corpo (geralmente estão sendo usados na mão ou no braço), são os seguintes: 1. Fazer parte de um gigantesco condicionamento global para a instalação da marca da besta num futuro muito próximo. Perceba que tal condicionamento vem ocorrendo há décadas. Há vários anos, os principais produtos que compramos vem com um número 666, inserido no código de barras. Esses produtos, quando os compramos, passam por um leitor ótico. Porém, isso já se tornou corriqueiro! Dia a dia manuseamos produtos que trazem em seu código de barras os números 6-6-6 e isso já se tornou “normal”. Onde quer que estejamos nos grandes centros comerciais, sempre há câmeras nos monitorando. Se usamos a internet, nossas atividades são monitoradas. Se falamos ao celular, sabemos que a operadora sabe em que lugar da cidade nos encontramos...Ou seja, há um condicionamento paulatino e global para que métodos de controle, identificação e monitoramento sejam cada vez mais aceitos e menos rejeitados. Em nome da “paz” e da “segurança”, sem dúvidas, a maioria aceitaria um microchip em seus corpos...
2. Não sabemos que informação oculta poderá haver no microchip ou que informações, além das informações da pessoa, poderá ter em seu sistema. É perfeitamente possível que tais microchips venham, já de fábrica, com algum mecanismo em estado latente e que só comece a ser ativado daqui a algum tempo...Receber esse tipo de elemento no próprio corpo é um tiro no escuro. 3. Por último, a maior de todas as razões. Se algum elemento identificatório for colocado em nossos corpos e tal elemento permitir localizar-nos em qualquer lugar, estaremos, enquanto cristãos pertencentes a Igreja do Senhor, cometendo um ato insano e suicida. Se vemos claramente na Palavra que a besta e seu sistema perseguirão a Igreja, então receber qualquer mecanismo em nossos corpos que permita nossa localização imediata não é um ato muito inteligente! É óbvio que a questão da crença em relação ao tempo do arrebatamento certamente pesará nessa decisão. Para os irmãos pre-tribulacionistas, não haverá maiores problemas enquanto à perseguição da besta, pois a Igreja, nesse período já estará com o Senhor nos céus. Mas, se a posição pós-tribulacionista estiver correta, e a Igreja atravessar a perseguição tribulacional (o que cremos que ocorrerá), receber em seu corpo um chip que permita identificá-lo ou rastreá-lo em qualquer lugar, é um ato totalmente temerário e suicida!
Tenha em mente essas questões e analise as seguintes notícias:
“Telefones celulares "vigiam" funcionários de empresas”
(FOLHA ONLINE-06/02/06)
“Nos últimos anos, as empresas britânicas que oferecem serviços de rastreamento passaram a receber diversos pedidos de companhias que querem controlar seus funcionários --isso é possível graças a telefones celulares que informam onde os usuários estão. Companhias ouvidas pela agência de notícias Reuters citam diversas vantagens para esta prática. Entre elas, saber se aqueles que dizem estar no trânsito deram uma "esticada" no bar, conseguir localizar seus colaboradores com agilidade ou usar a ferramenta como uma medida de segurança. Por outro lado, grupos como o britânico Liberty --a favor dos direitos humanos-- criticam o rastreamento de funcionários, alegando que ele vai contra os direitos de privacidade. Kevin Brown, diretor da empresa de rastreamento Followus, diz não haver nada de errado com a prática, desde que ela esteja de acordo com as leis --ele se refere à legislação britânica. "Um funcionário tem de concordar em ter seu telefone rastreado. As empresas não podem fazê-lo sem o colaborador estar ciente", explica. Lançada em 2003, a companhia afirma rastrear 50 mil pessoas que utilizam telefones com cartão SIM --compatível com a tecnologia GSM.”
“Entusiastas implantam chips sob a pele” (REUTERS-09/02/06)
“Para interagir com diversos tipos de tecnologia, muitas pessoas ao redor do mundo implantam chips --alguns do tamanho de um grão de arroz-- sob suas peles. Estes pequenos produtos que têm tecnologia RFID (Radio Frequency Identification) também são conhecidos como etiquetas inteligentes. O empresário Amal Graafstra, 29, mora no Canadá e consegue abrir a porta de sua casa apenas movimentando uma de suas mãos (na qual o chip está implantado). Desta mesma maneira, ele preenche todas as senhas pedidas por seu computador.
"Eu não quero ter acesso restrito à coisa alguma. Na pior das hipóteses, quero entrar em minha casa mesmo estando sem roupas, trancado para o lado de fora", afirmou, segundo a agência de notícias Reuters. "A RFID é para mim." Este chip custa cerca de US$ 2 e funciona como uma alternativa mais completa para o código de barras . A etiqueta guarda uma grande quantidade de informações e interage com os equipamentos chamados de leitores. Estes leitores ficam, por exemplo, em cabines e registram os carros que passam pelo pedágio com um dispositivo do sistema. Também entre os entusiastas ouvidos pela agência de notícias Reuters está o norte-americano Mikey Sklar, 28. Ele afirma ter realizado o implante por ter ficado intrigado com o potencial uso desta tecnologia no futuro. "O chip me passa uma sensação de 'Abracadabra', fazendo as portas abrirem e as senhas serem 'digitadas' quando eu mexo minha mão ." O implante foi feito por um médico de Los Angeles. Sua namorada, Wendy Tremayne, 38, não aprovou a novidade e diz que só faria algo parecido se fosse uma "necessidade" .
“MEC vai implantar computadores e biometria para medir freqüência” (FOLHA ONLINE-06/02/06)
“A partir de março, cerca de 230 mil estudantes de escolas públicas das cinco regiões de todo o país vão registrar presença usando biometria . A experiência faz parte do projeto piloto do Safe (Sistema de Acompanhamento de Freqüência Escolar), do MEC (Ministério da Educação). Ao todo, 350 escolas localizadas em Rio Verde (GO), São Carlos (SP), Parnamirim (RN), Boa Vista (RR), Gravataí (RS) e Capão da Canoa (RS) receberão os equipamentos capazes de ler os cartões estudantis dos estudantes e ler suas impressões digitais.
Os equipamentos devem ser entregues pelo MEC até o dia 21 de fevereiro. Cada unidade receberá um computador com um periférico para leitura dos cartões estudantis e outro capaz de identificar o aluno pela impressão digital, que só será usado na falta do cartão. O ministério espera que o sistema esteja implantado nos 260 maiores municípios do país ainda no primeiro semestre deste ano. De acordo com o ministério, 50% dos estudantes do país se concentram nestas cidades .”
“ Empresa dos EUA inicia o uso de chips de identificação no corpo de seus funcionários”
“O futuro das ficções científicas, temor de uns, êxtase de outros, parece ter chegado: uma empresa americana deu o primeiro passo e iniciou o uso de chips inseridos no corpo para a identificação de funcionários. Na companhia de segurança Citywatcher.com , nos EUA, o presidente e mais dois empregados já têm chips instalados em si. O dispositivo, fabricado pela VeriChip, filial da Applied Digital Solutions, tem o tamanho de um grão de arroz e é colocado sob a pele através de uma seringa, servindo como ferramenta de identificação e segurança. A novidade não é usada apenas para fins corporativos. Os chips receberam a aprovação dos órgãos reguladores dos EUA em outubro de 2004 , e vem sendo usados em pacientes contendo seu histórico médico, mostrando-se muito útil para casos em que o portador tem dificuldades para se comunicar. Além disso, uma casa noturna em Barcelona, na Espanha, usa os dispositivos para identificar seus clientes VIP, para que tenham direito a benefícios.”
E agora pasmem!:
“Igrejas implantam microchips em mão direita de membros” (FONTE: http://www.holyobserver.com/)
“No início do conflito entre tecnologia moderna e ministério, a Igreja Comunidade Bluff Crockett's é a primeira conhecida igreja na América a usar tecnologia de biochips logitech1s para receber semanalmente os dízimos e ofertas ...Na congregação de 15.782 membros, cada um do rebanho tem um microchip subdérmico em sua mão direita. Menor que um grão de mostarda, contém o banco de informações de cada membro e é scaneado para permitir que ele ou ela entre no santuário. O pastor Hugh Dowd deixa claro aos visitantes que “se vocês não forem chipados, não poderão compartilhar dos serviços de café e donuts...Uma vez chipado, você não só tem comida e companheirismo, mas também tem dez por cento de desconto em nossas livrarias...”
Realmente, o condicionamento mental de toda uma geração continua sendo implantado de uma forma cada vez mais contundente e veloz. Que o Senhor continue a nos dar graça para levantar-nos contra esse condicionamento, não nos conformando com esse mundo. É hora de redobrar a vigilância espiritual. Na próxima edição, se o Senhor quiser, abordaremos alguns comentários sobre a questão do Irã como a possível causa de um conflito sem precedentes no Oriente Médio, suas possíveis implicações com a invasão de Gog profetizada em Ezequiel 38 e 39, além dos desdobramentos da gripe aviária e outras pestes, no contexto da progressividade e aprofundamento dos sinais característicos do princípio de dores (Mateus 24:7-8) Maranata!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

A Bíblia fala claramente a respeito da ascensão do Anticristo e seu subseqüente domínio em todos os aspectos da vida na Terra. Por que a sociedade secular adorará um rei-sacerdote? Qual é a fonte de seu poder? Ele realmente contornará a soberania de Deus? A tecnologia moderna já permite o controle das forças da natureza, como das condições climáticas? Deus permitirá que as forças do mal destruam sua criação? Essas e outras questões são discutidas neste artigo.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?


Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia a dia!!
Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma

Agora você está com a "THE CUTTING EDGE"
Nas horas finais da fria noite de outono, uma pequena multidão de pessoas, todas aparentando desespero e miséria, agrupou-se na escuridão nas encostas de uma colina situada a poucos quilômetros daquilo que era antes a cidade de Chattanooga, no Tennessee. Eles não se reuniam ali para celebrar alguma festividade ou praticar algum ritual. Ao contrário, vieram desejando, rezando e esperando ansiosamente que as promessas do Grande Homem se cumprissem em breve. Rezavam para que o sol logo aparecesse e iluminasse a paisagem escura, despertando a todos daquele pesadelo que tomara suas vidas com absoluto terror. O pesadelo começara apenas dez dias antes. Há apenas dez dias, mas que pareciam uma eternidade no passado, suas vidas estavam ocupadas com a rotina cotidiana do trabalho, da diversão, do cuidado, do amor e vivendo do modo como desejavam. Isso tudo mudou completamente sem aviso prévio, às 11:00h daquela fatídica manhã de domingo, quando o impensável aconteceu. Subitamente, num abrir e piscar de olhos, milhões de pessoas, inclusive todos os bebês e as crianças pequenas, simplesmente desapareceram da face da Terra. O caos, pânico, e horror daquele momento foi exponencialmente multiplicado em algumas poucas horas por terríveis terremotos, vulcões e ondas marítimas gigantes no mundo inteiro. Para os sobreviventes do caos, a vida como eles conheciam antes estava terminada. A poeira e as cinzas vulcânicas permeavam a atmosfera da Terra ao ponto de obscurecer totalmente a luz do sol. Essa condição significava uma ameaça à vida em todo o planeta.
Entretanto, na hora mais sombria, quando todas as esperanças pareciam perdidas, a imagem do Grande Homem apareceu no céu escuro, para todos verem. Essa imagem apareceu como um holograma projetando a imponente figura de um homem muito atraente montado em um magnífico cavalo branco. Ele não falava audivelmente, mas comunicava-se telepaticamente com todas as pessoas. Explicou que o planeta entrara em um "ciclo de purificação" para excluir todos os "elementos indesejados" que impediam o alvorecer da "Era de Ouro". Confortou os corações dos pais das crianças desaparecidas, garantindo-lhes que extraterrestres amigos tinham resgatado as crianças do terror atual e que as devolveriam seguras após um breve período de treinamento intensivo. Finalmente, anunciou que ele somente possuía o poder de controlar as funções da Terra e do céu. Decretou o fim do caos e uma limpeza milagrosa na atmosfera ao amanhecer.
À medida que o dia começou a nascer, um raio de luz solar penetrou nas trevas - depois outro, e outro, até que a claridade apareceu no céu. A crescente celebração e júbilo que correu de um lado a outro logo tornou-se um silêncio soberbo de reverência e de assombro. A imagem do Grande Homem reapareceu, tendo agora ao fundo um céu azul. Quem, senão o longamente aguardado Messias poderia possuir tal poder sobre a natureza? Quem teria o poder de questionar suas afirmações ou desafiá-lo para um debate? Quem seria mais qualificado para governar toda a humanidade na "Era de Ouro" de paz? Uma por uma, a vasta maioria das pessoas em todo o mundo caiu prostrada em adoração àquele que estava montado no cavalo branco.
Embora certas porções desse cenário possam ser especulação, aqueles que compreendem a profecia bíblica não podem questionar o resultado final. A Palavra de Deus ensina que esta presente época terá seu clímax com o período de sete anos conhecido como Tribulação. A Tribulação começará após a igreja (todos aqueles que creram pela fé no sacrifício cruento de Jesus Cristo e receberam o perdão dos pecados) for levada para os céus "num abrir e fechar de olhos" [1 Tessalonicenses 4:16-17; 1 Coríntios 15:52]. Surgirá então um líder mundial que a Bíblia chama de Anticristo, ou Besta [1 João 2:18, Apocalipse 13:1-10]. Esse líder da Nova Ordem Mundial será adorado por todos aqueles cujos nomes não estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro [Apocalipse 13:18]. Ele aparecerá como o grande pacificador, e governará o mundo inteiro em nome da paz. Entretanto, essa paz será falsa e temporária, pelo curto período de três anos e meio. Durante esse período, Israel aceitará o Anticristo como seu longamente aguardado Messias, o Templo judaico será reconstruído, e o sistema levítico de sacrifícios será restabelecido. O Anticristo também será aceito por todas as outras religiões como o Santo profetizado (Quetzelcoatl, Imam Madi, Maitréia, Soshyant, Hirão-Abi, Krishna, etc.], estabelecendo uma nova religião global. O livro do Apocalipse o descreve deste modo:
"E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela? E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses. E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo." [Apocalipse 13:4-8]
O livro de Daniel oferece maiores esclarecimentos:
"E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo." [Daniel 7:25]
Essas passagens revelam diversos fatos dignos de serem observados:
O Anticristo não somente desejará controlar toda a humanidade, mas também as forças da natureza. Isso pode ser visto claramente pelo seu desejo de procurar mudar os tempos (as estações) e a lei (os decretos).
Ele receberá o poder de uma fonte externa para realizar esses desejos por um período de tempo [tempo (1), tempos (2) e metade de um tempo (0,5) = três anos e meio].
Receberá o poder necessário para cumprir esses objetivos para o dragão, isto é, para Satanás. "E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder". [Apocalipse 13:4]
Como o poder de restrição do Espírito Santo será removido da Terra após o arrebatamento da igreja, a Nova Ordem Mundial será um regime de malignidade inimaginável sob o disfarce de uma paz enganosa. O Senhor Jesus Cristo afirmou que esse tempo será "como nos dias de Noé." [Mateus 24:37] Sem entrar em detalhes sobre as características dos "dias de Noé", certamente não há dúvidas que naquele tempo a perversidade atingiu um nível tão elevado que o único recurso de Deus foi destruir todo o mundo por meio do Dilúvio. O mesmo nível de perversidade voltará a tomar conta da humanidade, e novamente culminará no derramamento da ira de Deus.
Esse cenário profético levanta algumas perguntas nas mentes daqueles que obtiveram uma clara compreensão do plano futuro de Deus para a humanidade.
O que fará o indivíduo secularizado comum da atual sociedade materialista adorar o Anticristo?
Como a Bíblia inquestionavelmente ensina a onipotência de Deus, como poderão Satanás e seus asseclas adquirirem tal poder assombroso?
Existe alguma evidência de tecnologias ou tendências que apóiem a ocorrência desses eventos?
Por Que Adorar o Anticristo?
Pense no indivíduo mais secularidado possível. Pode ser aquele sujeito que só pensa em mulher, em beber cerveja e em assistir partidas de futebol pela televisão. O que persuadiria essa pessoa a se prostrar e adorar um líder mundial? Quando esse indivíduo é considerado, subitamente o cenário apresentado na introdução deste artigo não parece tão distante. Outros ingredientes também poderiam ser acrescentados à seqüência de eventos conforme descritos. Considere o horror experimentado pela humanidade no filme Independence Day. Acrescente o desaparecimento de milhões de pessoas, mudanças climáticas radicais como precursoras de uma invasão de extraterrestres e uma milagrosa destruição deles por um único homem com poderes extraordinários. Isso faria o indivíduo mais secularizado esquecer seus vícios e adorar ao Grande Homem? Certamente que sim, O rei-sacerdote benevolente e salvador do planeta receberia a adoração de todos, exceto daqueles que não foram enganados pelos seus poderes satânicos.
Contornando a Onipotência de Deus
A onipotência de Deus é um dos ensinos mais fundamentais das Escrituras. Deus estabelece seu poder desde as páginas iniciais do Gênesis. O simples fato de ter criado os céus e a Terra ecoa sua soberania sobre toda a criação. Ele declarou a Abraão em Gênesis 17:1, "Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito." Também declarou a Jó seu total controle sobre sua criação:
"Onde está o caminho em que se reparte a luz, e se espalha o vento oriental sobre a terra? Quem abriu para a inundação um leito, e um caminho para os relâmpagos dos trovões, para chover sobre a terra, onde não há ninguém, e no deserto, em que não há homem; para fartar a terra deserta e assolada, e para fazer crescer os renovos da erva? A chuva porventura tem pai? Ou quem gerou as gotas do orvalho? De que ventre procedeu o gelo? E quem gerou a geada do céu? Como debaixo de pedra as águas se endurecem, e a superfície do abismo se congela. Ou poderás tu ajuntar as delícias do Sete-estrelo ou soltar os cordéis do Órion? Ou produzir as constelações a seu tempo, e guiar a Ursa com seus filhos? Sabes tu as ordenanças dos céus, ou podes estabelecer o domínio deles sobre a terra? Ou podes levantar a tua voz até às nuvens, para que a abundância das águas te cubra? Ou mandarás aos raios para que saiam, e te digam: Eis-nos aqui? Quem pôs a sabedoria no íntimo, ou quem deu à mente o entendimento? Quem numerará as nuvens com sabedoria? Ou os odres dos céus, quem os esvaziará, quando se funde o pó numa massa, e se apegam os torrões uns aos outros? Porventura caçarás tu presa para a leoa, ou saciarás a fome dos filhos dos leões, quando se agacham nos covis, e estão à espreita nas covas? Quem prepara aos corvos o seu alimento, quando os seus filhotes gritam a Deus e andam vagueando, por não terem o que comer?" [Jó 38:24-41]
Deus mostrou sua onipotência a Jó. Entretanto, em um direto paradoxo referente a essas questões, Daniel (como mencionado anteriormente) revela que o Anticristo não somente procurará controlar os poderes da natureza, mas que esses poderes serão entregues em suas mãos por três anos e meio. Como pode ser? Deus não é soberano? As respostas a essas questões estão bem definidas no mesmo livro de Jó, que inicia com um relato da apresentação de Satanás diante de Deus para acusar os justos da Terra (somente isso já é um estudo muito revelador). Deus diz que Jó vivia acima de qualquer reprovação e que não havia nenhuma culpa nele. Satanás disse que Jó só era irrepreensível por causa das muitas bênçãos que Deus lhe concedia. Deus então deu a Satanás a permissão de testar a fidelidade de Jó com a seguinte frase:
"Eis que tudo quanto ele tem está na tua mão; somente contra ele não estendas a tua mão." [Jó 1:12]
Satanás contornou a onipotência de Deus ao atacar Jó? Certamente que não. Deus reteve toda sua onipotência, bem como sua soberania ao permitir que Satanás atacasse Jó. Os futuros cenários proféticos também testemunharão essa atribuição ou concessão de poder a Satanás. Deus conferirá a Satanás tal poder pois deseja cumprir seus propósitos de acordo com sua divina soberania. Satanás então repassará esses poderes ao Anticristo e aos outros personagens malignos no drama do fim dos tempos.
Como uma nota de advertência, é necessário exercer muito cuidado e SEMPRE CONSIDERAR O CONTEXTO ao interpretar as passagens proféticas. Por exemplo, quando interpretados no contexto de outras Escrituras, os "Quatro Cavaleiros do Apocalipse" revelados com o início dos quatro primeiros selos de Apocalipse 6, recebem de Satanás o poder de operar suas obras malignas. Esses eventos, como será discutido posteriormente, podem muito bem vir da manipulação tecnológica das "forças da natureza" por influência satânica. Entretanto, é preciso lembrar que esse poder somente será entregue ao Anticristo por três anos e meio. Nos três anos e meio seguintes, na segunda parte da Tribulação, a Grande Tribulação, o Anticristo perderá esse poder.
"E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo." [Daniel 7:25]
O sexto e o sétimo selos ["Os Julgamentos das Trombetas"] da Grande Tribulação serão julgamentos sobrenaturais diretos de Deus, e não estarão baseados na manipulação enganosa das forças naturais por Satanás e por seus asseclas. O sexto selo é de particular interesse:
"E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue; e as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte. E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares. E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; e diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?" [Apocalipse 6:12-17]
Quão assombrosa será essa demonstração do poder! Considere que esses homens que estão aterrorizados são aqueles que sobreviveram à carnificina do segundo, do terceiro e do quarto selo. Imaginamos que todos homens estarão esquecidos da destruição natural, da morte e do desastre por esse tempo. O que torna isso tão diferente? Essa exibição do poder será tão assombrosa e aterrorizadora que ninguém negará que é a ira do Deus Todo-Poderoso.
Evidências de um Julgamento
Falando resumidamente, os preparativos para o Anticristo (chamado anteriormente de Grande Homem) estão certamente sendo realizados. Desde o renascimento de Israel, em 1948, a humanidade testemunha a sutil montagem dos fundamentos que permitirão o estabelecimento do sistema global profetizado a partir das cinzas do Império Romano. Richard Gardner admitiu isso em 1974 quando escreveu na revista Foreign Affairs, do Conselho das Relações Estrangeiras (CFR):
"Em resumo, a 'casa da ordem mundial' precisará ser construída de baixo para cima, e não de cima para baixo.. um fim na soberania nacional, erodindo-a parte por parte, realizará muito mais que o fora de moda ataque frontal ..." (6)
Isso é melhor evidenciado pela predileção da elite global em seguir a profecia bíblica ao pé da letra (logicamente, eles não querem usar a Bíblia como seu guia, mas sem saber, estão seguindo exatamente a seqüência predita por Deus, que está fora do domínio do tempo). Por exemplo, o livro de Daniel prediz que uma confederação de dez reinos dominará todo o mundo durante o período da Tribulação. Essa confederação estará sob o domínio final do Anticristo. O Clube de Roma em seu relatório de 17 de setembro de 1973, intitulado Modelo Regionalizado e Adaptativo do Sistema Global Mundial apresentou um modelo para exatamente esse sistema. O Clube de Roma é uma organização formada por cientistas, empresários e funcionários de alto escalão dos governos que planejam as estratégias para o governo global e enviam relatórios para os bilionários da "elite do poder" para implementação. [Informações sobre o Clube de Roma podem ser obtidas no site da organização, em http://www.clubofrome.org/.] Esse relatório em particular, que parece ter sido tirado diretamente dos escritos de Daniel, estabelece um plano do governo mundial com base na divisão de todo o mundo em dez reinos, controlados por um ditator mundial. (veja o mapa) (7).
Em concerto com esse plano, existe também no mundo hoje uma sociedade secreta que guarda os descendentes de uma "linhagem sangüínea real". Essa linhagem é erroneamente rastreada até o rei Davi de Israel - assim aparentemente estabelecendo um herdeiro para o reino sobre a terra a partir do Trono de Davi em Jerusalém. Muitos daqueles que estão envolvidos nos planos do Clube de Roma e de outros grupos globalistas procuram estabelecer um rei-sacerdote a partir dessa "linhagem sangüínea real" como o líder de seu sistema mundano. Com base nessa premissa, diversos homens poderosos proclamaram a si mesmos como herdeiros do título "Rei de Jerusalém". Essa é a estratégica satânica falsificada perfeita de enganar Israel e fazê-lo aceitar o Anticristo como seu longamente aguardado Messias.
Com todos esses acontecimentos (existem muitos outros para relacioná-los agora), existe uma propensão oculta para uma transferência de poder ao controle satânico à medida que o conhecimento da humanidade aumenta. Por exemplo, a tecnologia necessária para a implementação da "Marca da Besta" não existia em 1948. Entretanto, em 1998, não somente a tecnologia já existe, mas também a elite globalista já está incentivando a implantação de microcircuitos em crianças, o que facilitará as funções da "marca" conforme descrita no livro do Apocalipse. (8). A tecnologia para o controle do clima e os armamentos que provocam mudanças climáticas estão sendo desenvolvidos em programas governamentais como HAARP (veja o artigo N1207, "Os Armamentos Para o Controle do Clima - A Tecnologia HAARP") Os avanços nas telecomunicações tornaram as transmissões via satélite uma prática corriqueira e que vemos diariamente. O desenvolvimento dessas tecnologias, o desejo de implementar um governo mundial, a construção de uma igreja global e os eventos em Israel e no Oriente Médio são mais do que convincentes que o fim dos tempos está próximo. O cenário está armado, os atores estão preparados e a cortina está prestes a ser levantada para revelar o clímax do drama dos últimos 2.000 anos.
A cortina sobe no início de Apocalipse 6. Um exame atento desse capítulo revela que a abertura dos quatro primeiros selos estende o poder de Satanás para implementar seu programa enganoso. O quarto selo poderá muito bem indicar que o poder será dado de Satanás ao Anticristo para eliminar grande parte da população mundial. Os espíritos-guia demoníacos já revelaram aos autores de Nova Era que dois bilhões de pessoas precisam ser exterminadas:
"John Randolph Price, a principal força movimentadora que está por trás do "Instante Global de Cooperação" aprendeu de seu espírito-guia favorito, 'Asher', que 'a Natureza em breve entrará em um ciclo de purificação...' Esses indivíduos [dois bilhões de seres humanos que não têm o 'anel de proteção' em torno deles] com suas taxas vibratórias reduzidas serão removidas durante as próximas duas décadas... John Randolph Price ficou inicialmente pasmado com as informações e questionou seu espírito-guia a esse respeito. 'O que estou ouvindo é horrível e esperançoso', ele disse. 'Sei que um dos problemas mais sérios que temos hoje é a superpopulação, mas eliminar mais de dois bilhões de pessoas da face da Terra é um pouco drástico, você não acha?' Asher respondeu, '... quem somos nós para dizer que essas pessoas não serão voluntárias para ser parte da destruição e regeneração para o propósito do amadurecimento da alma? Nunca se esqueça que cada indivíduo tem livre arbítrio e liberdade de escolha.'" (10)
John Randolph Price não é o único que defende essa linha, e o fato que essas informações foram publicadas certamente avançarão a natureza enganosa do plano de Satanás em algum ponto no futuro. Além disso, não somente os espíritos-guia demoníacos defendem essa doutrina, mas também os planejadores mundiais insistem que o "desenvolvimento sustentável" somente pode ser obtido se a população do mundo for reduzida drasticamente. Na verdade, a "Avaliação da Biodiversidade Global" (GBA) apresentou no "Encontro de Cúpula da Terra", em 1992, sugestões para os seguintes ajustes na população global:
"... controle radical da população de acordo com a GBA. A seção do documento que aborda o 'crescimento na população humana e o consumo dos recursos naturais' sugere três possíveis modelos de população para uma sociedade global 'sustentável': 1) Uma sociedade agrícola - 'em que a maior parte da população será formada por camponeses... deve suportar de 5 a 7 bilhões de pessoas...' 2) Uma sociedade típica do mundo industrializado - 'no padrão de vida norte-americano... seria 1 bilhão.'; 3) Sociedade semi-industrializada - como o padrão de vida europeu mais modesto - 2 a 3 bilhões seriam possíveis." (11)
Um estudo atento dos sete selos revela que o Anticristo conquistará no nome da paz. Daniel ajuda nessa interpretação dizendo "... destruirá a muitos que vivem em segurança." [Daniel 8:25] Entretanto, seu reino de paz terminará com a abertura do segundo selo. A abertura do segundo selo será próxima da marca de três anos e meio da Tribulação. Os detalhes da guerra que ocorre com a abertura desse selo são revelados na descrição do ataque da Rússia a Israel, descritos em Ezequiel 38-39.
A abertura do quarto selo é de grande interesse à luz desta discussão. Aqui é ilustrado a liberação do poder de Satanás para matar a quarta parte da população mundial por meio da guerra, da fome, das pestes e dos ataques das feras da Terra. Tudo isso é possível com a manipulação da ionosfera. O Projeto HAARP pode criar explosões, causar secas, fomes, enchentes, terremotos e incitar o ataque dos animais pulsando Freqüências Extra Baixas (ELF). O canal Discovery confirmou isso em um programa em 29/8/1998. O efeito da tecnologia da arma ELF sobre o psiquismo foi revelado. (13) Como essa tecnologia está sendo controlada secretamente pela elite global, uma estrutura de poder além da imaginação está sendo implementada. Essa transferência de poder ao controle satânico poderia secretamente dar ao Anticristo a tecnologia para obter o cenário exato mostrado no livro do Apocalipse.
De Volta a Chattanooga
A multidão desesperada foi tragicamente enganada. As pessoas cairam na mentira predita em 2 Tessalonicenses 2:11-12. Embora estejam encarando o novo dia com renovada esperança, todos aqueles que adorarem o Grande Homem morrerão no prazo de sete anos - os jovens e os velhos da mesma forma - todos os que adorarem o Anticristo perecerão. O próprio Grande Homem será lançado vivo no Lago de Fogo, e sua "Era de Ouro" se desintegrará em poucos anos. Deus está em controle e seu julgamento justo será exercido. Com a destruição da Nova Ordem Mundial e a derrota do Anticristo, o Senhor Jesus Cristo estabelecerá seu reino prometido na Terra. Os santos que foram arrebatados antes da Tribulação retornarão com Jesus Cristo e reinarão como reis e sacerdotes com ele durante 1.000 anos. [Apocalipse 20:6]
Deus colocou tudo o que Jó tinha em sujeição ao poder de Satanás. Satanás quis usar esse poder para destruir Jó. Deus, entretanto, em sua soberania, usou a trágica situação na vida de Jó para conformá-lo mais de acordo com sua perfeita vontade. Da mesma forma, Deus concederá a Satanás todo o poder que ele precisa para o engano máximo no final desta época presente para facilitar seu justo julgamento. O processo de transferência desse poder pode ser visto atualmente pelos avanços da tecnologia que está agora nas mãos daqueles que estão conduzindo o mundo rumo à Nova Ordem Mundial. As peças estão agora se alinhando e o quebra-cabeças está quase completo. Você está preparado para enfrentar a crescente enganação? Já conhece Jesus Cristo como seu Salvador? Sua família está segura em Cristo? O tempo está curto. Prepare seu coração ainda hoje

CEU OU INFERNO?


Há muito tempo atrás, em meio ao sofrimento e à morte, Jó perguntou: "Morrendo o homem, porventura tornará a viver?" Séculos se passaram antes de haver a resposta certa e final dada por Jesus Cristo: "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto?" (João 11.25,26). Na véspera da Sua crucificação, Jesus disse aos Seus discípulos: "Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também" (João 14.2,3).
O lugar de que Jesus falou é o céu. Ele é a esperança de todo aquele que nEle crê. Durante séculos, o céu foi retratado por artistas, poetas, autores e pregadores. Agostinho, Dante, John Milton, John Bunyan, C.S. Lewis e muitos outros escreveram sobre o céu e suas glórias. O céu é cantado em hinos, música erudita e popular. É mencionado em anedotas e sermões, hospitais e salas de aula. Quase todo mundo tem alguma vaga noção sobre o céu – algumas bíblicas, outras não. A promessa do céu tem dado esperança aos aflitos, conforto aos enlutados e reafirmação aos que enfrentam batalhas espirituais.
O céu é real. Na era da fantasia, dos efeitos especiais, do misticismo e da apatia espiritual, é fácil interpretar o céu de maneira errada. Mas a Bíblia é bem clara quanto à existência e ao propósito do céu. E já que o céu e o Estado Eterno são parte do plano de Deus para as eras, o céu e a profecia estão relacionados integralmente.
Às vezes, quando lemos o jornal, a notícia mais importante não está na primeira página nem nas manchetes, mas nos obituários. Se ainda não recebemos a notícia por amigos e parentes, é ali que ficamos sabendo da morte de amigos, vizinhos e conhecidos. Nessas poucas linhas e colunas somos lembrados de como a vida é transitória e a morte é certa. Quando pensamos na nossa própria morte ou na morte de um parente, a teologia fica bem pessoal.
O que acreditamos sobre vida e morte, bem e mal, céu e inferno é muito importante. C. S. Lewis escreveu sobre a importância do céu: "Se você ler a história, descobrirá que os crentes que mais realizaram neste mundo foram exatamente aqueles que pensavam mais no mundo por vir... É pelo fato dos crentes terem deixado de pensar no outro mundo que se tornaram ineficazes neste mundo". Na verdade isso se aplica a todos nós! Pensar sobre o céu é da maior importância, pessoal e teologicamente.
A escatologia é o estudo dos eventos e personalidades futuros, baseado na profecia da Bíblia. Todas as profecias bíblicas relativas ao futuro serão cumpridas conforme o plano e o cronograma de Deus. Isso está relacionado a qualquer pessoa que já viveu, vive agora, ou viverá. Os ensinamentos da Bíblia sobre o céu e o inferno estão relacionados ao que podemos denominar de escatologia "pessoal". O céu e o inferno são bem reais e pessoais – eles estão relacionados ao nosso futuro.
O pastor e escritor Dr. Steven J. Lawson escreveu sobre o céu:
Não se enganem, o céu é um lugar real. Não é um estado de consciência. Nem uma invenção da imaginação humana. Nem um conceito filosófico. Nem abstração religiosa. Nem um sonho emocionante. Nem as fábulas medievais de um cientista do passado. Nem a superstição desgastada de um teólogo liberal. É um lugar real. Um local muito mais real do que onde você está agora... É um lugar real onde Deus vive. É o lugar real de onde Deus veio para este mundo. E é um lugar real para onde Cristo voltou na Sua ascensão – com toda a certeza![1]
A Bíblia não nos diz tudo o que gostaríamos de saber sobre o céu, mas nos dá vislumbres do futuro para nos encorajar no presente. No livro A Verdade Sobre o Céu e a Eternidade analisamos detalhadamente o que a Bíblia ensina sobre o céu – esse futuro glorioso que espera por todos os crentes. [...]
Todo mundo vai para o céu?
Geralmente ouvimos a frase "todos os caminhos levam a Deus", o que implica que todas as religiões podem afirmar que têm a verdade, ou que toda a humanidade terá o mesmo fim. No cristianismo, alguns afirmam que todos receberão salvação. Mas essa posição de inclusivismo não está baseada na Bíblia e não foi a posição histórica da ortodoxia cristã. Passagens como Mateus 25.46, João 3.36, 2 Tessalonicenses 1.8-9 e várias outras ensinam claramente que nem todos serão salvos.[2] Esse é, sem dúvida, um assunto difícil e emocional. Mas ele deve ser o fator de motivação para todo crente compartilhar sua fé. Ser salvo ou não ser salvo é um assunto muito importante, porque está em jogo a eternidade. [...]
Como posso ter certeza de que irei para o céu?
O teólogo Dr. Carl F. H. Henry disse sobre a sociedade contemporânea e seus cidadãos: "A repressão intelectual a Deus e à Sua revelação precipitou a falência de uma civilização que rejeitou o céu para aninhar-se no inferno".[3] Essa afirmação ousada mas verdadeira pode ser um reflexo exato do nosso próprio estado espiritual.
Talvez você tenha chegado a esta última pergunta e ainda não tenha certeza de qual será seu destino eterno. Se este for o caso, esta é a pergunta mais importante para você, e nós o incentivamos a pensar a respeito cuidadosamente.
Nós gostaríamos que você soubesse, sem sombra de dúvidas, que pode ter a vida eterna por meio de Jesus Cristo. No Apocalipse, João faz um último apelo: "O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida" (Apocalipse 22.17). O que significa esse convite?
A imagem é de um casamento. O noivo fez um convite à noiva. O noivo está disposto, mas a noiva também está? Da mesma forma, Deus preparou tudo – sem custo nenhum para você, mas a um alto preço para Ele – para que você possa entrar num relacionamento com Ele, que lhe dará vida eterna. Mais especificamente, o convite é feito para quem ouve e está com sede. "Sede" representa uma necessidade. Essa necessidade é o perdão do pecado. Portanto, você deve reconhecer que é um pecador aos olhos de Deus: "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3.23). Deus é santo e, por isso, não pode ignorar o pecado de ninguém. Ele deve julgá-lo. Mas Deus, na Sua misericórdia, preparou um caminho pelo qual homens e mulheres pecadores podem receber Seu perdão.
O perdão foi comprado por Jesus Cristo por alto preço. Quando Ele veio à terra, há 2000 anos atrás, viveu uma vida perfeita, morreu na cruz em nosso lugar para pagar pelo nosso pecado e ressuscitou: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor" (Romanos 6.23). A Bíblia também diz: "Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras" (1 Coríntios 15.3-4).
Para obter a salvação e a vida eterna que Jesus Cristo oferece, devemos individualmente confiar que o pagamento de Cristo por meio da Sua morte na cruz e da Sua ressurreição é a única maneira de recebermos o perdão dos nossos pecados, o restabelecimento de um relacionamento com Deus e a vida eterna. "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2.8,9). É por isso que João convida quem tem sede a vir e começar um relacionamento com Deus por meio de Cristo.
Você está com sede? Você reconhece seu pecado perante Deus? Se a sua resposta é sim, venha para Cristo. Se você não reconhece sua necessidade de salvação, estará desperdiçando essa oportunidade. Por favor, não faça isso.
Quem tem sede e quer salvação pode expressar sua fé por meio da seguinte oração:
Senhor, eu sei que pequei e careço dos Teus caminhos perfeitos. Reconheço que meus pecados me separam de Ti e que mereço Teu julgamento. Eu creio que Tu enviaste Teu Filho, Jesus Cristo, à terra para morrer na cruz pelos meus pecados. Eu confio em Ti, Senhor Jesus Cristo, e no que Tu fizeste na cruz para pagar os meus pecados. Por favor, perdoa-me e dá-me a vida eterna. Amém.
Se fez essa oração com sinceridade, você é agora um filho de Deus e tem vida eterna. O céu será seu lar eterno. Bem-vindo à família de Deus! Como Seu filho, você vai querer desenvolver esse relacionamento maravilhoso aprendendo mais sobre Deus por meio do estudo da Bíblia. Você vai querer encontrar uma igreja que ensine a Palavra de Deus, que encoraje a comunhão com outros crentes e promova a divulgação da mensagem do perdão de Deus para os outros.
Se você já é crente, nós o encorajamos a aprofundar seu relacionamento com Cristo. À medida que crescer, você vai querer viver para Ele à luz da Sua vinda. Você vai querer continuar a divulgar a mensagem do perdão que recebeu. Enquanto você vê Deus preparando o cenário para o drama dos eventos do fim dos tempos, você deve estar motivado a servi-lO ainda mais até que Jesus venha. Que seu coração se ocupe com Suas palavras:
"E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Eu sou o Alfa e o ‘mega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas" (Apocalipse 22.12-14).(

A VIDA APOS A MORTE


A Visão Bíblica da Morte: Céu ou Inferno Eternos
A morte em si é uma condição de separação. De acordo com a Bíblia, há somente dois tipos de morte. Primeiro, existe a morte física, que envolve a separação temporária do espírito em relação ao corpo. Mais tarde, na ressurreição, o corpo será reajuntado ao espírito humano. Segundo, existe a morte espiritual ou a separação do corpo e espírito humanos em relação a Deus. Essa condição é irremediável.
A morte não é boa – ela jamais foi boa. A morte física – separação em relação ao corpo – não é boa, uma vez que o homem fica "despido" (2 Coríntios 5.4; Filipenses 3.21; 1 Coríntios 15), num estado fora do natural. A morte espiritual – separação de Deus – obviamente também não é boa, já que é eterna.
A "morte" e a "vida" são irreconciliáveis e condições opostas de existência, tanto nesta vida como na próxima. Sem Cristo, a morte conduz somente a uma coisa – julgamento eterno: "E assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez e, depois disto, o juízo" (Hebreus 9.27). Mas com Cristo, a morte conduz à vida: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim, não morrerá, eternamente" (João 11.25-26). E: "Em verdade, em verdade vos digo: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida" (João 5.24).
A Bíblia ensina que antes da salvação, mesmo estando vivos, todos os homens e mulheres existem num estado de morte espiritual ou separação de Deus. Seus espíritos humanos estão mortos para as coisas em que Deus está realmente interessado (veja Lucas 15.24-32; Efésios 2.1; 1 Timóteo 5.6; Apocalipse 3.1). Muito embora estando vivos fisicamente, eles não consideram o único Deus verdadeiro, nem Lhe agradecem, nem se importam com Seus interesses. Qualquer que seja o conceito de Deus que tenham, eles não aceitam o único Deus verdadeiro. Daí porque o próprio Jesus disse: "Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos", ensinando explicitamente que os seres humanos vivos ao redor dele estavam, no que dizia respeito a Deus, espiritualmente mortos (Lucas 9.60; Romanos 3.10-18).
A Bíblia nos ensina que a morte física e espiritual existe por uma razão – o pecado. Deus avisou Adão e Eva que se eles Lhe desobedecessem, morreriam naquele dia (Gênesis 2.17). Daí porque a Bíblia ensina que "o salário do pecado é a morte" (Romanos 6.23).
Como o pecado causa a morte, o problema do pecado deve ser resolvido antes que a morte possa ser erradicada. Essa é a razão do ensino cristão da Expiação – que Cristo morreu pelos pecados do mundo. Como Jesus ensinou: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3.16). Qualquer um que recebe a Cristo como seu Salvador pessoal é "nascido de novo" ou vivificado espiritualmente. Essa pessoa recebe a verdadeira vida após a morte, ou, em termos bíblicos, a vida eterna (João 6.47). Mas o que realmente acontece, sem dúvida, é que o estado de morte espiritual do crente é cancelado no momento em que ele recebe a Cristo. Não mais haverá a possibilidade dele sofrer o julgamento de Deus por causa dos seus pecados, que é a segunda morte. Em vez disso, na hora da morte física, ele se juntará a Deus para sempre. Essa é a essência do termo "salvo". Mas deve-se frisar que o sistema é condicional. Os homens devem crer na morte expiatória de Jesus Cristo, ou não poderão ser salvos. Esta é a condição: que aceitem o que Deus fez através da Pessoa de Cristo.
A esperança cristã, portanto, está na ressurreição física e na imortalidade eterna baseadas na ressurreição e vida de Cristo, não em uma visão mediúnica de uma gradual auto-progressão espiritual depois da morte (Romanos 4.25; 1 Coríntios 6.14; 2 Coríntios 4.14; 5.1; Efésios 1.15-21; 2.4-10; Filipenses 1.21, 3.21; Colossenses 3.4, etc.). Os que aceitam a Cristo herdam o céu para sempre, enquanto os que rejeitam a misericórdia de Deus herdam o inferno para sempre.
Assim, a visão bíblica é que os salvos estão com Deus – eles estarão com Ele no momento da morte (Lucas 23.43; João 12.26; Atos 7.59; 2 Coríntios 5.8; Filipenses 1.23), enquanto os mortos não salvos estão confinados e sob castigo. Além do mais, não existe possibilidade de alterar a condição de alguém após a morte. A morte, portanto, não é extinção, como muitas seitas ensinam. Ela não envolve uma condição de reencarnação, onde a alma experimenta muitas vidas, como crê o ocultismo. Ela não envolve uma condição de união ou absorção final por alguma essência impessoal, divina, conforme muitas religiões orientais ensinam (Eclesiastes 12.5; Lucas 12.46-47; 16.19-31; Atos 1.25; Hebreus 9.27, 10.31, 12.27-29; Salmos 78.39; 2 Coríntios 5.11; 2 Pedro 2.4,9; Apocalipse 20.10,15).
Sem dúvida, se os salvos estão com Cristo e os não salvos confinados e sob julgamento, então os mortos não estão livres para perambular e, portanto, os supostos mortos das EQMs (Experiências de Quase-Morte) não são o que afirmam ser. [...]
Conclusão
Se cada um de nós vai morrer um dia, então o mais importante é ter a segurança de entrar a salvo na morte. Se temos ou não temos medo de morrer, não precisamos temer a morte se nossos pecados estão perdoados através da fé em Jesus Cristo. Você deseja conhecer o Deus vivo? Você deseja reconhecer o seu pecado diante d’Ele e receber Seu Filho? Se assim for, recomendamos-lhe a seguinte oração:
Senhor Jesus, eu reconheço humildemente que tenho pecado em meus pensamentos, palavras e ações, que sou culpado de fazer o mal deliberadamente, que meus pecados têm me separado da Tua Santa presença e que não tenho esperança de recomendar-me a Ti.
Eu creio firmemente que morreste na cruz por meus pecados, carregando-os em Teu próprio corpo e sofrendo em meu lugar a condenação por eles merecida.
Já avaliei ponderadamente o custo de Te seguir. Eu me arrependo sinceramente, afastando-me dos meus pecados passados. Desejo entregar-me a Ti como meu Senhor e Mestre. Ajuda-me a não me envergonhar de Ti.
Assim, agora eu venho a Ti. Creio que por longo tempo Tu tens estado pacientemente esperando do lado de fora da porta, batendo. Agora abro a porta. Entra, Senhor Jesus, e sê meu Salvador e meu Senhor para sempre. Amém

ESPIRITOS


Allan Kardec, o codificador do espiritismo moderno, viu-se obrigado a reconhecer um grande problema para sua doutrina: "A identidade constitui uma das grandes dificuldades do espiritismo prático, sendo muitas vezes impossível verificá-la, sobretudo quando se trata de Espíritos superiores antigos em relação à nossa época" ("O que É o Espiritismo", 36ª edição, FEB, p. 183); "A questão da identidade dos espíritos é uma das mais controvertidas, mesmo entre os adeptos do espiritismo; é que, com efeito, os espíritos não nos trazem nenhum documento de identificação e sabe-se com que facilidade alguns dentre eles assumem nomes de empréstimo" ("O Livro dos Médiuns", 2ª edição, OPUS Editora Ltda, p. 461). Outra dificuldade encontrada pelo Kardecismo está na possibilidade de embuste dos espíritos que se manifestam através dos médiuns. Ele disse: "Os médiuns de mais mérito não estão ao abrigo das mistificações dos Espíritos embusteiros; primeiro, porque não há ainda, entre nós, pessoa assaz perfeita, para não ter algum lado fraco, pelo qual dê acesso aos maus espíritos..." ("O que É o Espiritismo", p. 183). Afinal de contas, quem são os espíritos que se manifestam nas sessões mediúnicas? Podemos confiar neles? Serão eles espíritos de pessoas mortas?
Os Mortos não Podem se Comunicar com os Vivos: Segundo a Bíblia, os mortos não mais possuem conhecimento das coisas desta vida e, portanto, não se manifestam aos vivos, aguardando a hora da ressurreição para o juízo: "Tal como a nuvem se desfaz e passa, aquele que desce à sepultura jamais tornará a subir" (Jó 7.9); "Não confieis em príncipes, nem nos filhos dos homens, em quem não há salvação. Sai-lhes o espírito, e eles tornam ao pó; nesse mesmo dia, perecem todos os seus desígnios" (Salmo 146.3-4); "Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a sua memória jaz no esquecimento. (...) Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma" (Eclesiastes 9.5 e 10); "A sepultura não te pode louvar, nem a morte glorificar-te; não esperam em tua fidelidade os que descem à cova. Os vivos, somente os vivos, esses te louvam como hoje eu o faço..." (Isaías 38.18-19) (veja também Salmo 115.17; Salmo 88.10-13; etc).
Na parábola do rico e de Lázaro (Lucas 16.19-31), Jesus Cristo demonstra essa verdade ao narrar a resposta do patriarca Abraão ao rico que, morto, do Hades, pediu que enviasse Lázaro aos seus irmãos para lhes informar sobre a realidade vindoura aos que recusam a salvação bíblica: "Respondeu Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos". A expressão "Moisés e os Profetas" representa a Bíblia, a única revelação dada por Deus aos homens; e é ela que nos mostra que Ele proíbe a necromancia ou mediunidade: "Quando alguém se virar para os necromantes e feiticeiros, para se prostituir com eles, eu me voltarei contra ele e o eliminarei do meio do seu povo" (Levítico 20.6); "O homem ou mulher que sejam necromantes ou sejam feiticeiros serão mortos..." (Levítico 20.27). "Não vos voltareis para os necromantes, nem para os adivinhos; não os procureis para serdes contaminados por eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus" (Levítico 19.31); "Não se achará entre ti quem ...consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor... porém a ti o Senhor, teu Deus, não permitiu tal coisa" (Deuteronômio 18.10-14). "Assim, morreu Saul por causa da sua transgressão cometida contra o Senhor, por causa da palavra do Senhor, que ele não guardara; e também porque interrogara e consultara uma necromante" (1 Crônicas 10.13).
Então, quem são os espíritos que se manifestam através dos médiuns? A Bíblia nos ensina que todos eles são espíritos enganadores, enviados por Satanás para enganar aos que não desejam receber o Evangelho da salvação: "Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar" (1 Pedro 5.8). Segundo as Escrituras, Satanás, no seu afã de enganar, se apresenta sempre como um espírito bom: "E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz" (2 Coríntios 11.14). Jesus disse dele: "Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira" (João 8.44). O apóstolo Paulo, que recebeu o Evangelho não de homens (vivos ou mortos), mas diretamente por revelação de Jesus Cristo (Gálatas 1.11-12), faz a seguinte advertência: "Mas receio que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo. Se, na verdade, vindo alguém, prega outro Jesus que não temos pregado, ou se aceitais espírito diferente que não tendes recebido, ou evangelho diferente que não tendes abraçado, a esse, de boa mente, o tolerais" (2 Coríntios 11.3-4); "Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência" (1 Timóteo 4.1-2).
O que você deve fazer? Meu amigo, tudo o que se disse aqui é sério, verdadeiro e deve ser levado em conta, para que você também não seja enganado pela serpente, que é Satanás (Apocalipse 12.9). Há somente uma vida e uma única oportunidade para escolher. Fica aqui o convite de Deus para você: "Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto" (Isaías 55.6). Entregue hoje mesmo sua vida a Cristo, pois somente Ele pode dar a vida eterna. Lembre-se: "Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte" (Provérbios 14.12). Só Jesus é o caminho, só nEle podemos confiar plenamente

sábado, 23 de agosto de 2008

Conhecimento


Conhecimento
A Bíblia não diz que o conhecimento será "destruído"? Não está ele incompleto? Não faz "inchar" ? E há também a tal Árvore do Conhecimento! Mas, não é verdade que nos é dito para "olhar/buscar/pedir por ele e andar nele"?
Primeiro, vamos olhar para Conhecimento, Sabedoria e Entendimento como um único assunto.
POR QUANTO TEMPO O CONHECIMENTO SERÁ ÚTIL? 1 Cor 13:8b-12 (Phi) Pois se há profecias, elas serão cumpridas e aniquiladas, se há línguas, a necessidade para elas desaparecerá, se há conhecimento será englobado pela verdade. Pois nosso conhecimento é sempre incompleto e nossa profecia é sempre incompleta, e quando a compleição vier, será o fim do incompleto. Quando eu era criança, eu falava e sentia como uma criança. Agora que sou homem, acabei com as coisas de menino. Agora, somos homens olhando para reflexos sem sentido em um espelho. Chegará a hora em que veremos a realidade por inteiro e face a face! Agora, tudo o que sei é uma pequena fração da verdade, mas chegará o tempo em que conhecerei tão completamente como Deus me conhece!
ENQUANTO ISSO...
O conhecimento é necessário porque há problemas como resultado direto da Queda. O conhecimento que é verdadeiro permite que os problemas sejam resolvidos e evitados. Se um carro quebra, conhecimento mecânico é útil, de outra forma, seria desnecessário. É a mesma coisa com todos os outros problemas da vida. Deus nos dá conhecimento para nos ajudar a "consertar" pessoas com problemas, proteger-nos das dificuldades da vida e permitir que o amor se expresse através de boas obras.
O QUÊ EXATAMENTE O CONHECIMENTO PERMITE QUE O AMOR FAÇA?
Prov. 3:19-20a (NIV) Através da sabedoria o Senhor deitou os fundamentos da terra, através do entendimento, estabeleceu os céus no lugar; através de seu conhecimento as profundezas foram divididas.
Prov. 24:3-4 (NIV) Através da sabedoria uma casa é construída, e pelo entendimento é estabelecida; através do conhecimento, seus cômodos cheios com tesouros raros e bonitos.
AMOR SEM CONHECIMENTO?
A estória contada por Sandy Gregory da mãe ignorante, mas amorosa: Ela alimenta seus filhos com uma dieta baseada em carne, porque ela acredita que carne é o melhor tipo de alimento. Um dia ela recebe conhecimentos importantes, depois de ler um guia de nutrição, ela começa a comprar uma mistura de todos os tipos de comida para seus filhos. Como resultado, seus filhos se tornam mais saudáveis. Pergunta: Esta mãe amava mais seus filhos antes ou depois que ela recebeu esse conhecimento? Hummm.... Da mesma forma! Contudo, até o conhecimento, seu amor era infrutífero, até mesmo contra produtivo. Conhecimento que é verdadeiro permite que o amor desabroche em bons frutos.
Rom 10:2 (NIV) Pois posso testificar que eles são zelosos por Deus, mas seu zelo não é baseado no conhecimento.
Prov. 19:2 (NIV) Não é bom ter zelo sem conhecimento, nem ser apressado e perder o caminho.
Oséas 4:6 (NIV) Meu povo é destruído por falta de conhecimento.
O "TOLO" (Aqueles que são deliberadamente ignorantes e ativamente evitam a verdade)
Prov. 1:28-33 (NIV) "Eles me chamarão, mas eu não os responderei; procurarão por mim, mas não me acharão. Uma vez que odiaram o conhecimento e não escolheram o temor do Senhor, uma vez que eles não aceitaram o meu conselho e ignoraram a minha repreensão, comerão do fruto de seus caminho e serão cheios com o fruto de seus esquemas. Pois o capricho dos tolos irá matá-los, e a complacência dos loucos destrui-los; mas quem quer que me escutar viverá em segurança e estará em paz, sem medo de dano."
Ef. 5:17 (NIV) Por isso, não sejais tolos, mas entendas qual é a vontade do Senhor.
Prov. 23:23 (NIV) Compre a verdade e não a venda; adquira sabedoria, disciplina, e entendimento.
Prov. 9:6 (NIV) Deixe seus caminhos tolos e viverá; ande no caminho do entendimento.
Tiago 1:5 (NIV) Se qualquer de vocês tiver falta de sabedoria, peça a Deus que dá generosamente a todos sem achar falta, e será dado ao que pedir.
Prov. 8:11 (NIV) Pois a sabedoria é mais preciosa do que os rubis, e nada do que você deseja pode se comparar a ela.
Prov. 19:8 (NIV) Aquele que adquire sabedoria ama a sua alma; aquele que abraça o entendimento prospera.
Prov. 13:20 (NIV) Aquele que caminha com o sábio, se torna sábio, mas um companheiro de tolos sofre dano.
Prov. 24:5-6 (NIV) Um homem sábio tem grande poder, e um homem de conhecimento aumenta a força. Para travar guerra você precisa de guia, e para vitória de muitos conselheiros.
CONHECIMENTO A SER EVITADO
Gên. 2:17 (NIV) Mas vocês não devem comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois quando comerdes, certamente morrereis.
1 Cor 14:20 (NIV) Irmãos, parem de pensar como crianças. Em relação ao mal sejam como crianças, mas em seu pensar sejam como adultos.
Rom 16:19b (NIV) Mas eu quero que sejam sábios sobre o que é bom e inocente sobre o que é mal.
Rom 16:19b (Phi) Eu quero vê-los como experts no bem e nem mesmo iniciantes do mal.
Mat. 10:16 (NIV) Estou enviando-os como ovelhas aos lobos. Por isso sejam espertos como as serpentes e inocentes como as pombas.
NOSSO PRÓPRIO ENTENDIMENTO
Fil. 4:7 (NEB) Então, a paz de Deus, que excede o nosso entendimento, guardará o nosso coração e pensamentos, em Cristo Jesus.
Jó 36:26 (NIV) Quão grande é Deus, além de nosso entendimento! Prov. 3:5,7a (NIV) Confie em Deus com todo o seu coração e não se estribe no seu próprio entendimento.... Não seja sábio a seus próprios olhos.
OS DOIS TIPOS DE SABEDORIA: A DE CIMA E A DEBAIXO
Tiago 3:13-17 (Phi) Há alguém sábio e com entendimento entre vocês? Então deixem que sua vida seja um exemplo brilhante da humildade que é nascida da sabedoria verdadeira. Mas se seu coração for cheio de ciúme amargo e rivalidade, então não se gabe e não negue a verdade. Você pode adquirir uma certa sabedoria, mas não vem de cima - vem deste mundo, de sua própria natureza mais baixa, até mesmo do diabo. Pois onde quer que você encontre ciúmes e rivalidades, você encontrará desarmonia e todos os tipos de mal. A sabedoria que vem do alto é em primeiro lugar, pura, amante da paz, gentil, fácil de se aproximar, cheia de pensamentos misericordiosos e ações amáveis, direta, sem nenhum traço de hipocrisia.
1 Cor 1:18-31 (Phi) A mensagem da cruz é, eu sei, tolice para os que estão envolvidos com este mundo que perece, mas para nós que estamos sendo salvos da morte, nada menos do que o poder de Deus. Está escrito: "Eu destruirei a sabedoria do sábio e a prudência do pudente rejeitarei. " Pois considere, o que tem o filósofo, o escritor e o crítico deste mundo para mostrar por toda sua sabedoria? Não fez Deus a sabedoria desse mundo parecer tolice? Pois foi depois que este mundo em sua sabedoria falhou em conhecer a Deus, que sua sabedoria escolheu salvar todos que acreditassem na mensagem simples do evangelho. Pois os judeus pedem por sinais miraculosos e os gregos, uma panacéia intelectual, mas tudo o que pregamos é o Cristo crucificado - uma pedra de tropeço para os judeus e pura loucura para os gentios, porque a loucura de Deus é mais sábia do que o homem. Mas, Deus escolheu o que o mundo chama de tolice para envergonhar o sábio... para que nenhum homem se gabe na presença de Deus.... E isto nos faz ver a verdade das escrituras: "Aquele que se gloria, que se glorie no Senhor".
1 Cor 3:19-21 (Phi) Que ninguém fique sob a ilusão disto. Se qualquer homem entre vocês pensar de si mesmo ser um dos mais espertos do mundo, que ele descarte sua esperteza para que ele possa aprender a ser verdadeiramente sábio. Pois a esperteza deste mundo é estupidez para Deus. Está escrito: (ele é) "Aquele que pega o sábio em sua sabedoria", e novamente, "O Senhor conhece o raciocínio do sábio, que eles são vãos." Que ninguém se gabe do homem.
CONHECIMENTO SEM AMOR?
1 Cor 8:1b-2 (Phi) É fácil pensarmos que "conhecemos" problemas assim, mas devemos lembrar que enquanto este "conhecimento" pode fazer um homem parecer grande, é somente o amor que pode fazer com que ele cresça a sua estatura completa. Pois se um homem acha que "sabe", ele pode muito bem ainda ser bem ignorante sobre o que ele realmente deve saber.
1 Cor 8:1b (NIV) O conhecimento incha, mas o amor constrói.
1 Cor 13:2 (NIV) Se eu tiver o dom de profecia e poder entender todos os mistérios e todo o conhecimento... mas sem amor , eu não tenho nada.
A FONTE DO CONHECIMENTO VERDADEIRO
Prov. 2:6,9-11 (NIV) Pois o Senhor dá sabedoria, e de sua boca vem conhecimento e entendimento.... Então você entenderá o que é certo, e justo e correto - todo bom caminho. Pois a sabedoria entrará em seu coração, e o conhecimento será agradável a sua alma. A discrição protegerá você, e o entendimento lhe guardará.
Mat. 11:25 (NIV) Naquele tempo Jesus disse, "Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e dos cultos, e as revelou para as criancinhas."
Tiago 1:17 (NAS) Toda boa coisa dada e cada dom perfeito vem de cima, descendo do Pai das luzes, com quem não há variação ou sombra que passe.
O SEGREDO DE DEUS, REVELADO PELO ESPÍRITO
1 Cor 2:6-10a (Phi) Nós, é claro, falamos sabedoria entre aqueles que são espiritualmente maduros, mas não é o que é chamado de sabedoria neste mundo, nem por poderes, que breve serão o que foram. A sabedoria da qual falamos é aquela sabedoria misteriosa secreta de Deus, a qual ele planejou antes da criação para nossa glória hoje.... Mas, como está escrito: "Nenhum olho viu, nenhum ouvido escutou, nenhuma mente concebeu o que Deus preparou para aqueles que o amam. " Por isso, Deus, através do Espírito, deixou-nos compartilhar o seu segredo.
1 Cor 2:10a (NIV) Mas Deus a revelou [sabedoria] a nós pelo seu Espírito.
Fil. 1:9-10 (Jer) Minha oração é que seu amor por cada um, possa aumentar mais e mais e nunca deixar de melhorar seu conhecimento e aprofundar sua percepção para que vocês possam sempre reconhecer o que é melhor. Isto os ajudará a se tornarem puros e sem culpa e a prepará-los para o Dia de Cristo.
Col. 1:9,10 (NIV) Por esta razão, desde o dia em que ouvimos sobre vocês, nós não paramos de orar por vocês e pedir a Deus para os encher com o conhecimento de sua vontade através de toda a sabedoria e entendimento espiritual. E oramos isto para que vocês possam viver uma vida valorosa para o Senhor e possam agradá-lo de todas as formas: dando frutos em todas as boas obras, crescendo no conhecimento de Deus.
SERÁ QUE PODEREMOS SABER MAIS DO QUE O NECESSÁRIO?
2 Ped. 1:2-3 (Phi) Que você possa saber mais e mais da graça e paz, conforme seu conhecimento de Deus e Jesus nosso Senhor se torne mais aprofundado. Ele, por sua própria ação, nos deu tudo o que é necessário para viver verdadeiramente uma boa vida, permitindo-nos conhecer aquele que nos chamou para ele, por sua bondade gloriosa.
Romanos 15:14 (NIV) Eu mesmo estou convencido, meus irmãos, que vocês estão cheios de bondade, completos de sabedoria e são competentes para instruir um ao outro.
Col. 1:28 (Phi) Então naturalmente, nós proclamamos Cristo! Nós avisamos a todos que encontramos e ensinamos a todos que podemos, tudo o que sabemos sobre ele, para que possamos trazer cada homem a sua maturidade completa em Cristo.
Fil. 3:16 (Phi) É importante que nos aprofundemos à luz da verdade, como já aprendemos.
Tiago 4:17b (Phi) Se um homem sabe o que é certo e falha em fazer tal coisa, seu fracasso é um grande pecado.
Conhecimento, Entendimento, e Sabedoria
1 Cor 12:8 (NIV) Para um é dado pelo Espírito a mensagem de sabedoria, para outro, a mensagem de conhecimento através do mesmo Espírito.
As escrituras geralmente usam as palavras conhecimento, entendimento, e sabedoria sem diferença de significado, mas, ocasionalmente, elas são mencionadas de forma separada e distinta. Por isso, pode ser útil tentar definir as diferenças de significado.
Conhecimento está relacionado com os fatos. Entendimento com a habilidade de entender o significado baseado nos fatos, e sabedoria com o que fazer depois. Uma vez que Deus raramente dá os três dons para uma mesma pessoa, nós precisamos cooperar e ajudar uns aos outros com nosso dom - nisto como em todas as áreas.

Aqueles que têm conhecimento são capazes de lembrar, trazer a memória e ter acesso a informação. Eles "sabem" as Escrituras. A palavra de Deus está literalmente "neles". Eles são estudiosos. Contudo, é possível ter conhecimento e faltar entendimento e sabedoria; ter os fatos, mas não ter a menor idéia do significado e do que fazer depois.
Aqueles que têm entendimento são capazes de tirar o significado da informação. Eles "vêem através" dos fatos as dinâmicas do quê, como e porquê. Eles são professores. Entendimento é uma lente que traz os fatos a um foco claro. O entendimento produz as regras e os princípios.
Aqueles com sabedoria sabem que princípios aplicar no momento certo. Entendimento sem sabedoria pode parecer contraditório.
(Leia Prov. 26:4-5). Por exemplo: "A pressa é inimiga da perfeição " é um princípio tão válido quanto "Aquele que consegue o trabalho, é o que levanta mais cedo". Nós podemos ver a verdade de ambos. Mas qual deve ser aplicado? Aqueles com sabedoria sabem qual o próximo passo. Eles fazem a coisa certa. Em contraste, há muitos que têm um grande conhecimento e entendimento, mas constantemente fazem a coisa errada. Sabedoria, neste caso, é o objetivo, e o conhecimento e o entendimento só têm valor eterno conforme resultam em sabedoria ou naquilo que acabamos fazendo.
Tiago 1:5 (NIV) Se qualquer de vocês têm falta de sabedoria, deve pedir a Deus, que dá a todos generosamente, sem exceção, e será dada ao que pedir
Deus promete sabedoria para aqueles que pedem. Conhecimento e entendimento podem estar além de nós. Muito freqüentemente, quando oramos por sabedoria, Deus nos chama para relacionamentos com cristãos que podem prover-nos com uma resposta, mas de quem podemos não gostar. Deus nos dá generosamente, mas temos que nos submeter ao Corpo de Cristo para recebê-la!
As definições acima dão as palavras um "significado especial". Muito freqüentemente, as palavras são usadas em português como sinônimos, e também assim ocorre com as escrituras. Ao anexarmos um "significado especial" às palavras, é esperado que as diferenças reais na função possam ser esclarecidas. Se estas definições aumentam seu apetite pelas escrituras, trazem todas as coisas a um foco melhor, ou lhe ajudam a fazer a coisa certa, então estamos felizes. Se não, esqueça-as.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

ADIVINHAÇÕES


Profecias bíblicas se cumprem sempre, sem exceção. Por isso podemos ter absoluta confiança nelas. Mas quem confia em adivinhações está perdido!
Só uma coisa é certa a respeito das adivinhações de videntes, astrólogos e cartomantes: a cada ano se repete o fiasco da falha do seu cumprimento! Praticamente todas as previsões para 2007 foram falsas. O "Comitê Para a Investigação Científica das Alegações dos Paranormais" na Alemanha comparou 100 prognósticos com a realidade e verificou que as explicações posteriores dos adivinhos são completamente contraditórias em relação às previsões feitas. Muitos de seus prognósticos são formulados de maneira tão vaga que o exercício da futurologia nem se faz necessário, pois qualquer um de nós poderia fazer previsões semelhantes usando simplesmente a lógica e o bom senso. As previsões são tão genéricas que acabam acertando em algum detalhe. Dois exemplos: em dezembro de 2002 um astrólogo previu "iminente risco de guerra" para o Iraque.
O matemático Michael Kunkel (de Mainz/Alemanha), observou que uma declaração dessas, naquela época, equivalia a afirmar que o sol iria nascer na manhã seguinte. Relativamente a Israel, um dos prognósticos para o ano de 2004 dizia: "Depois de sérios distúrbios, existe a tendência de que no final de 2004 haja um acordo de paz satisfatório, de modo a que ambas as partes tenham interesse em cumpri-lo". É quase impossível falar de maneira mais genérica. Mas é interessante observar como as pessoas, que nada querem saber da Bíblia, são enganadas rotineiramente e dão ouvidos a esse tipo de "profecia" vaga e superficial.
A adivinhação do futuro pode envolver puro e simples engano visando o lucro fácil. Por outro lado, além do interesse financeiro, a astrologia, por exemplo, tem origem espírita e ocultista, diretamente inspirada por Satanás e seus demônios. Seja como for, ela sempre é mentirosa, pecaminosa e de origem diabólica. O reformador Martim Lutero declarou, com razão: "O Diabo também sabe profetizar – e mente ao fazê-lo".
Em Deuteronômio 18.9-11 está escrito: "Quando entrares na terra que o Senhor, teu Deus, te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos". A Bíblia com Anotações de Scofield comenta a respeito:
As oito práticas anatematizadas para determinação do futuro são estas:
1. do adivinhador – os métodos são apresentados em Ez 21.21;
2. do prognosticador – possivelmente referindo-se à feitiçaria ou astrologia;
3. do agoureiro – aquele que usa prognósticos;
4. do feiticeiro – aquele que faz uso da magia, de fórmulas ou encantamentos;
5. dos encantadores – Sl 58.4-5;
6. de quem consulta um espírito adivinhante – veja o número 7;
7. do mágico, geralmente usado com o número 6 – Is 8.19 descreve a prática; e
8. do necromante – aquele que procura interrogar os mortos.
Duas coisas precisam ser mantidas em mente: 1) este mandamento tinha aplicações específicas a Israel que estava entrando na terra; foram feitas para preservar os israelitas das abominações dos seus predecessores (vv. 9, 12 e 14) e 2) para se perceber claramente o contraste entre esses falsos profetas e os profetas como Moisés (vv. 15-19).
Profecia bíblica
Vejamos as principais diferenças entre adivinhação e profecia bíblica:
A adivinhação faz afirmações vagas e genéricas e não esclarece os fatos. A profecia bíblica é a história escrita antes que aconteça. Ela parte do próprio Deus Todo-Poderoso, que tem uma visão panorâmica das eras e as estabeleceu em Seu plano divino. O profeta Isaías O engrandece: "" Senhor, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei a ti e louvarei o teu nome, porque tens feito maravilhas e tens executado os teus conselhos antigos, fiéis e verdadeiros" (Is 25.1). O próprio Senhor afirma: "lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade: que eu sou Deus, e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade" (Is 46.9-10).
A adivinhação interpreta algum tipo de sinal. A profecia bíblica não depende da nossa interpretação, mas se sustenta exclusivamente em sua própria realização.
As previsões de astrólogos são especulativas e deixam margem para muitas interpretações. A profecia bíblica acerta em 100% dos casos.
O apóstolo Pedro escreve: "Porque não vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo seguindo fábulas engenhosamente inventadas, mas nós mesmos fomos testemunhas oculares da sua majestade" (2 Pe 1.16).
Tim LaHaye e Thomas Ice afirmam:
A adivinhação interpreta algum tipo de sinal.
Falsas religiões e idéias supersticiosas baseiam-se em fábulas engenhosamente inventadas, mas a fé cristã está fundamentada na auto-revelação do próprio Deus aos homens, da forma como a encontramos na Bíblia. Além disso, Pedro designa a profecia bíblica como "palavra profética" e diz: "...fazeis bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso..." (2 Pe 1.19). Por que podemos depositar toda a nossa confiança na palavra profética? Porque a profecia bíblica, segundo a conclusão de Pedro, não é a explicação humana dos acontecimentos históricos: "sabendo, primeiramente, isto: que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo" (2 Pe 1.20-21). Tendo a profecia, os cristãos possuem um resumo do plano divino para o futuro. Além disso, como centenas de profecias já se cumpriram literalmente – a maioria delas relacionadas à primeira vinda de Cristo – sabemos que todas as promessas em relação ao futuro também se cumprirão integralmente nos tempos finais e por ocasião da volta de Cristo".
Adivinhação e interpretação de sinais são baseados em mentiras, enquanto a profecia divina é a mais absoluta verdade. Balaão era um "agoureiro" (Nm 24.1) que Balaque, rei dos moabitas, queria usar para amaldiçoar Israel (Nm 23-24). E justamente esse adivinhador foi obrigado a reconhecer: "Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?" (Nm 23.19).
A Bíblia contém 6.408 versículos com declarações proféticas, das quais 3.268 já se cumpriram. Não se sabe de nenhum caso em que uma profecia bíblica tivesse se cumprido de forma diferente da profetizada. Esses números equivalem à chance de que ao jogar-se 1.264 dados, todos caiam, sem exceção, com o número 6 para cima. Essa probabilidade é tão pequena que exclui toda e qualquer obra do acaso.
Conforme o Dr. Roger Liebi, 330 profecias extremamente exatas e específicas referentes ao Messias sofredor se cumpriram literalmente por ocasião da primeira vinda de Cristo.
Dessa abundância de profecias relacionadas ao nascimento, à vida e à morte de Jesus, destacamos apenas o exemplo do Salmo 22.16-17: "...traspassaram-me as mãos e os pés. Posso contar todos os meus ossos..." Não há dúvida de que essa passagem fala da crucificação, pois o sofrimento descrito pelo salmista só acontece nesse tipo de morte. Entre os judeus a crucificação jamais foi uma forma de execução de condenados à morte e ainda não era conhecida quando o salmo foi escrito. Bem mais tarde os romanos copiaram dos cartagineses a pena de morte por crucificação. Portanto, seria muito mais lógico se o salmista tivesse descrito a morte por apedrejamento ou pela espada. Numa época tão remota (1000 a.C.), por que ele falou da morte pela cruz, completamente desconhecida dos judeus? A resposta é que o salmista, inspirado pelo Espírito de Deus, era um profeta e apontava a morte futura de Jesus.
A adivinhação cria confusão mental, turva a visão para a verdade bíblica e bloqueia a disposição das pessoas de crerem no Evangelho de Jesus Cristo. Ela embota seus sentidos, prendê-as a falsos ensinos e torna-as inseguras em suas decisões. A profecia divina, entretanto, liberta e dá segurança. Por isso todos deveriam seguir o conselho de Deus: "Eu o disse, eu também o cumprirei; tomei este propósito, também o executarei. Ouvi-me vós..." (Is 46.11b-12a).
Qualquer pessoa que crê em Jesus Cristo e confia sua vida a Ele tem um futuro seguro e não precisa ter medo de nada. Quem se entrega a Jesus passa a viver sob a bênção da profecia encontrada em João 14.3: "E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também".

Postagem em destaque

Cientistas tentam explicar relato do Livro de Josué sobre o Sol parando

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicaram os resultados de uma pesquisa inédita na revista científica Astronom...