domingo, 3 de junho de 2012

A LEI QUE FOI APROVADO O HOMEM SER MICROCHIPADOS!!! ISSO APARTIR DE 2013!!


A LEI QUE FOI APROVADO O HOMEM SER MICROCHIPADOS!!! ISSO APARTIR DE 2013!! VIGIAI

A lei Patient Protection and Affordable Care Act (PPACA), aprovada pelo congresso americano exige que todos os homens sejam microchipados. Isso foi omitido totalmente pela mídia, mas no domingo, 21 de março de 2010, foi aprovado no senado americano o projeto de lei intitulado Patient Protection and Affordable Care Act (PPACA), ou a Lei de proteção e cuidados aos pacientes.
Presidente Obama assina no dia 23 de março de 2010, a lei federal: Patient Protection and Affordable Care Act (PPACA), ou a Lei de proteção e cuidados aos pacientes. http://en.wikipedia.org/wiki/Health_care_reform_in_the_United_States) Esta reforma da saúde nos Estados Unidos foi aprovada e transformada em lei na terça feira seguinte, dia 23. Aqui podemos ver o documento: http://waysandmeans.house.gov/media/pdf/111/AAHCA09001xml.pdf Entre diversos assuntos que trata a lei fazemos notar que na página 1004 da nova lei lê-se o tempo de implementação dessa lei: “o mais tardar 36 meses após a data da promulgação,”. O registro
O VeriChip carrega consigo o número de identificação do usuário. Seu tamanho real é de 12 mm x 2,1 mm. Utilizando um scanner externo, a energia de rádio-freqüência passa através da pele e sensibiliza o chip, que, então, emite um sinal contendo o número do usuário na central de dados. Na página 1001 é legenda C “National Medical Device Registry”, que afirma: “o secretário de Saúde e Serviços Humanos deve estabelecer um registro nacional de dispositivo médico (no que se refere o inciso como o Registro)” para “facilitar a análise da segurança de dados pós-comercialização e dos resultados em cada dispositivo que … seja ou tenha foram utilizados nos ou sobre um paciente …” Em outras palavras, todos devem ser “registrados” e “microchipados” pelo secretário nos termos da nova Lei de Saúde. O secretário é definido como o secretário de Saúde e Serviços Humanos. A data em que este registro é obrigatório para começar, é lido na página 1004, que é de “36 meses após a Lei de Saúde se torne lei”, ou seja, em 2013 . Vamos a ela: (2) DATA EFETIVA. – “O Secretario de Saúde e Serviços Humanos deve estabelecer e iniciar a implementação do registro sob a seção 519 (g) dos Alimentos, Medicamentos e Cosméticos Lei Federal, aditado pelo parágrafo (1), o mais tardar na data de 36 meses após a data da promulgação desta Lei, sem levar em conta se não de regulamentação final para estabelecer e operar o registro foram promulgadas até essa data.” Assim, nos termos da lei HR 3200, recentemente aprovada pelo Congresso, o uso obrigatório do microchip em americanos devem começar até o ano de 2013. E novamente na HR seção 3200 2521, pág. °, 1001 1. Lê-se: ”o secretário deve estabelecer um dispositivo do dispositivo médico nacional (nesta subseção o microchip é referido como “registro”) para facilitar a análise de pós-comercialização e dados de segurança, e os dados de segurança e os resultados em cada dispositivos que: “seja ou tenha sido utilizado em um paciente; e “é uma classe de dispositivo III (dispositivos tipo marca passos); ou classe tipo II, que é implantável (microchip RFID), de apoio a vida, ou de sustentação da vida. A classe de dispositivos tipo implantável II é um “sistema de transponder implantável de rádio freqüência para identificação do paciente é informações sobre a sua saúde.” A finalidade de um dispositivo de classe II é coletar os dados dos pacientes, arquivos padronizados de análise que permitam a partilha de dados, arquivos padronizados de análises de ambiente e dados diferentes, registro de dados de saúde eletrônicos , e qualquer outros dados que julgar conveniente pelo secretário.” O secretário para proteger a saúde pública deve estabelecer procedimentos para permitir a ligação das informações apresentadas nos termos dos parágrafos A (lembre-se que o parágrafo A faz referencia ao dispositivo classe II implantável) com a segurança do paciente e os resultados obtidos no parágrafo 3 (que é são registros médicos eletrônicos) e podendo permitir análises de dados relacionados,” E continuando a página 1007, nos padrões, critérios de implementação e seção e CRITÉRIOS DE CERTIFICAÇÃO, o secretário de saúde e direitos humanos é dado de plenos poderes para manter intactos todos os mandatos do rol de itens a fazer no processo de criação do registro, bem como ditar a forma de como o concebe listado no registro nacional de dispositivos médicos estão a ser usadas e implementadas.” O secretário de saúde humana, por intermédio do chefe do gabinete do Coordenador Nacional de Tecnologia de Informação de Saúde, adaptará normas, especificações e critérios de implementação, de certificações para a TROCA ELETRONICA e uso de certificados de registros eletrônicos de saúde de um único dispositivo identificador para cada dispositivo descrito no parágrafo 1 (Registro de Dispositivos médicos), o tal “identificador” é exigido pela seção 519 (f) do Federal Food, Drug, e Cosmetic act (21 USC 360i (f)) para o dispositivo. Veja no documento: http://www.fda.gov/downloads/MedicalDevices/DeviceRegulationandGuidance/GuidanceDocuments/ucm072191.pdf
O chip será obrigatório no mundo inteiro,cumprindo-se as escrituras. Esta nova lei – quando plenamente implementadas – fornece a estrutura para tornar os Estados Unidos a primeira nação do mundo a exigir que todos e cada um de seus cidadãos tenham implantado neles uma identificação por radiofreqüência (RFID) microchip com a finalidade de controlar o que é o que não é permitido fazer em relação aos cuidados médicos em seu país. Por que o governo usa a palavra “vigilância” ao se referir aos cidadãos? A definição de “vigilância” não é mais nada que o monitoramento do comportamento, atividades ou informações pessoais, em outras palavras: controle total. Pesquise você mesmo: http://waysandmeans.house.gov/media/pdf/111/AAHCA09001xml.pdf Páginas 1001-1008 “National Medical Device Secretaria seção. Page 1004 “, a ser promulgada no prazo de 36 meses após a passagem” Página 503 “… dispositivo de vigilância médica” Obama assina a lei no dia 23 de março de 2010: http://en.wikipedia.org/wiki/111th_United_States_Congress mais informações: http://www.dailypaul.com/node/105079 http://current.com/items/90842279_coverage-under-obamacare-will-require-an-implantable-microchip.htm fonte: http://www.infowars.com/flashback-both-house-and-senate-health-bills-require-microchipping/ ************************************************************************************ ATENÇÃO A SEGUNDA INFORMAÇÃO VEIO QUE NÃO OUVE A ASSINATURA MAS FIQUEMOS ATENTOS O QUE É APROVADO NAS MADRUGADAS, ATRAS DAS CORTINAS, POR ISSO ESTEJAMOS ORANDO E ATENTOS A TODAS AS SITUAÇÕES. CONTINUEM LENDO A NÃO CONFIRMAÇÃO DA ASSINATURA:: Microchips na ObamaCare? Ainda não! Os avisos estão por toda parte na Internet: “Obamacare exige ser microchipado”, “Foi Aprovada a implantação de Microchip nos EUA até 2013 ” e ainda ” Impacto do Chip RFID em 36 meses. “ Mas uma nova análise jurídica diz simplesmente que não há qualquer assinatura do presidente Obama em lei sobre saúde recém-aprovada que exige um procedimento tão invasivo. E quem diz isso são os próprios norte-americanos, conforme artigo “Microchips in Obamacare? Not yet” publicado em 13/4/2010 no site WND pelo jornalista Bob Unruh, o qual já escreveu para diversos jornais, tais como Upper Midwest e Associated Press. Conforme esta matéria, o relatório de um escritório de advocacia que já trabalhou em uma série de desafios para o presidente em exercício, ele concluiu que “a microchipagem dos americanos não está neste momento explicitamente previsto no Obamacare”. Para quem não sabe, “Obamacare” é a lei de assistência a saúde dos EUA chamada Patient Protection and Affordable Care Act ou Obamacare, tal como tem sido conhecida nos EUA. É algo muito semelhante ao SUS, que temos no Brasil, em que o governo presta assistência a saúde gratuita. Ainda de acordo com o jornalista Bob Unruh, ocorre que circulam comumente referências a HR 3200 sobre um “Dispositivo de Registro Médico Nacional” e um dispositivo chamado de classe II, o qual é implantado no corpo humano para apoio à vida ou de sustentação da vida. Este dispositivo classe II, de acordo com um relatório do FDA (orgão governamental semelhante a ANVISA no Brasil), este dispositivo refere-se ao “sistema de rádio transponder implantável” o qual usa “rádio frequência para identificação do paciente e informações sobre saúde.” Diz também o relatório que “quando estiver totalmente implementada” a lei estabelece o plano para “tornar os Estados Unidos o primeiro país o mundo para exigir a cada um de seus cidadãos a ter implantado nelas um microchip de Radio-Frequency IDentification (RFID) com a finalidade de controlar informações de cuidados médicos em seu país. “ “Contudo a HR 3200 não foi aprovada“, diz esta matéria de Bob Unruh sobre o relatório do escritório de advocacia norte americano. Na verdade, o projeto de lei que se tornou lei foi o HR 3590, o qual contém diferenças em relação às muitas gerações anteriores do projeto, assinada pelo Obama em 23 de Março de 2010 e que não prevê implantação de Biochips ( Confira: http://www.govtrack.us/congress/bills/111/hr3590 ). Este blog no dia 30/4/2012 publicou um artigo informando sobre o equívoco que estava acontecendo na internet sobre a questão de implantação compulsória de biochips nos EUA e enviou também um email no dia 1/5/2012 para Olavo de Carvalho, intelectual brasileiro residente nos EUA, o qual no dia 28/04/2012 havia publicado um vídeo no youtube informando que uma lei obrigando os norte-americanos a colocarem o biochip havia sido aprovada, cujo vídeo foi amplamente divulgado e utilizado como “prova” pelos internautas brasileiros de que esta lei realmente havia sido aprovada nos EUA. Entretanto em seu broadcast de ontem (2/5/2012) Olavo de Carvalho corrigiu a informação dizendo que de fato essa lei não foi aprovada ainda – http://www.blogtalkradio.com/olavo/2012/05/02/true-outspeak/scrub/782 (Ouvir a partir dos 13 minutos) Portanto, dessa forma esperamos que este blog tenha contribuído para derrubar este boato conspiracionista, visto que as profecias bíblicas não precisam da mentira para se afirmarem como verdade. Esperamos também deixar o exemplo de sempre questionar uma informação antes de repassa-la adiante para que assim orgãos de imprensa, sites e blogs não caiam futuramente em total descrédito após a descoberta da farsa e do boato. Belo Horizonte, 03 de Maio de 2012 Mariel M. Marra ESTAREMOS PESQUISANDO MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO E FICA O ALERTA PARA QUE JESUS ESTA VOLTANDO A QUALQUER MINUTO E NÃO DEVEMOS ESTAR BRINCANDO DE SERMOS CRISTÃOS. ************************************************************************************ VERIFIQUE ESSE PONTO ESSA COLOCAÇÃO POIS NÃO VÃO DEIXAR CLARO QUE ISTO VAI ACONTECER MAIS FIQUEMOS EM ALERTA PORQUE NÃO SERÁ CONFIRMADO POIS ELES CONHECEM A B´BLIA TAMBÉM, TENHAMOS CUIDADO COM AS ASTUCIA DO INIMIGO!! *****ANTI BOATO – 666 – Foi Aprovada a implantação de Microchip nos EUA até 2013 ? ******Após ler os textos indicados por alguns irmãos, cheguei a conclusão de que realmente está acontecendo uma confusão quanto a suposta lei americana que obriga a implantação do BioChip, pois a lei aprovada nos EUA (nº3590), esta não tem nada a ver com biochip, sendo que aquilo que que devemos analisar é o PROJETO de lei nº3200, o qual se encontra paralisado deste Julho/2009, posto que ele foi apresentado e NÃO foi aprovado. Ocorre que o atual status deste projeto de lei é o seguinte: “This bill or resolution was introduced on July 31, 2009, in a previous session of Congress, but was not enacted”. Tradução: “Este projeto de lei ou resolução foi apresentada em 31 de julho de 2009, em uma sessão anterior do Congresso, mas não foi promulgada” ( Confira: http://www.govtrack.us/congress/bills/111/hr3200 ). O texto do PROJETO de lei é este: http://www.gpo.gov/fdsys/pkg/BILLS-111hr3200rh/pdf/BILLS-111hr3200rh.pdf Este projeto de lei também pode ser lido aqui: http://www.govtrack.us/congress/bills/111/hr3200/text Nesse projeto, apartir da página 1001 podemos ler o seguinte: “O Secretário deve elaborar um registro do dispositivo nacional de saúde para facilitar a análise da segurança de dados pós-comercialização e dos resultados em cada dispositivo que seja ou tenha sido utilizados num paciente através de um dispositivo de classe III, ou um dispositivo de classe II que é implantáveis, de apoio à vida, ou de suporte de vida “ (tradução livre) O dispositivo de classe II que este projeto de lei se refere é aquele aprovado pela FDA (Food and Drug Administration), orgão governamental semelhante a ANVISA no Brasil, o qual versa sobre um dispositivo implantável chamado de “sistema de transponder implantável de rádio frequência para identificação do paciente e de informação em saúde.” – http://www.fda.gov/downloads/MedicalDevices/DeviceRegulationandGuidance/GuidanceDocuments/ucm072191.pdf A finalidade deste dispositivo classe II é a coleta de dados médicos em pacientes, tais como levantamento de dados sobre o paciente, sendo tais informações padronizadas em arquivos analíticos que permitem o compartilhamento e a análise de diferentes dados, bem como os registos de saúde eletrônicos do paciente, ou seja os prontuários médicos. Na página 1006 encontramos também a determinação: “ a ser promulgada no prazo de 36 meses após a passagem”, contudo este projeto de lei NÃO passou e continua da mesma forma desde 2009. Deste modo, uma coisa é afirmar que já existe uma lei obrigado a todos os americanos a colocarem o biochip até 2013, tal como tem sido equivocadamente propalado na internet e outra coisa totalmente diferente é analisarmos um PROJETO de lei rejeitado e paralisado desde 2009. De qualquer forma, ainda que este projeto de lei rejeitado seja questionável, nós já podemos concluir sem medo de errar que as informações propaladas recentemente na internet sobre uma suposta lei obrigado a todos os americanos a colocarem o biochip até 2013, essa informação NÃO ESTÁ correta. Isso faz parte de um boato sensacionalista desnecessário e sem fundamento na realidade, sendo que as pessoas precisam ser esclarecidas a este respeito e este é o objetivo do artigo. Este PROJETO nº 3200 refere-se ao implante de biochips destinados a permitir o acesso de informação de pessoas hospitalizadas, tais como seguro saúde correspondente e identificação do paciente. Portanto em primeiro lugar é necessário esclarecer a todos que o monitoramento e vigilância proposto neste projeto está relacionado ao controle da informação relativa aos pacientes hospitalizados. Se este projeto está relacionado ao preparo para a Marca da Besta, sobre isso não é nosso objetivo abordar, mas tão somente informar corretamente sobre este projeto de lei rejeitado, o qual sequer está sendo rediscutido até o momento que escrevo esta linha final. Belo Horizonte, 30 de Abril de 2012 Mariel M. Marra ATUALIZAÇÃO – 1/5/2012 Nesse vídeo ( http://www.youtube.com/watch?v=FQxuwJztcfY&feature=related ) estão apresentando uma página FAKE do site da CNN pra transmitir a falsa idéia de que essa informação já está na mídia internacional e assim ganhar status de verdade! Isso na minha opinião é diabólico! As profecias bíblicas não precisam se confirmar como verdade através de mentira e enganação!

Um comentário:

Blogger disse...

Bluehost is ultimately one of the best hosting provider with plans for all of your hosting needs.

Postagem em destaque

Cientistas tentam explicar relato do Livro de Josué sobre o Sol parando

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicaram os resultados de uma pesquisa inédita na revista científica Astronom...