sábado, 10 de janeiro de 2009

A Nova Era e a Nova Ordem Mundial

ARTIGO EXTRAIDO DO SITE: RAINHA MARIA
A Nova Era e a Nova Ordem Mundial
A Nova Ordem Mundial e o avanço do implante de chip em humanos
08.01.2009 - Artigo enviado pelo amigo Martins - Residente em Portugal
Aumento do controle e vigilância da população
O aumento da propaganda pro chip e o aumento das tentativas de introdução do chip no maior número de áreas possíveis e muito principalmente em humanos.Primeiro chipa-se com os presos e os doentes de sida ou cancro ou diabetes ou impotência como no artigo acima. Depois chipam-se funcionários ou militares por questões de segurança. E depois toda a gente quando o micro chip já estiver tão banalizado que nem reparamos na mudança ou quando nos apresentarem uma crise que só pode ser resolvida com chips.Será natural então ver aumentar as notícias sobre crianças desaparecidas por exemplo e ver a maçonaria promover o implante de micro chips em crianças.Será natural ver aumentar o carjacking para justificar o micro chip nos carros.Será natural ver a propaganda com todos os benefícios dos micro chips assim como fizeram com os OMG ou as micro ondas entre tantas maravilhas mortais que nos vendem. É tudo uma maravilha até ser tarde demais.
Sente-se desconfortável ou mesmo um terrorista quando vai viajar de avião? Eu sinto e já nem preciso ir viajar para ter câmeras a vigiarem-me com o pretexto de ser para minha segurança quando o perigo que sinto vem dessas mesmas câmeras e olhos que se multiplicam por todo o lado. Não sei onde está nossa segurança quando se trata de fazer leis que protejam o cidadão e vítima em vez do criminoso nem sei onde está a preocupação comigo e com minha segurança quando não vejo nenhum criminoso de topo lá dentro. De intrujões já estou eu farto e custa-me um pouco também ver parte da população defender essas medidas securitárias por medo e ignorância do que realmente se passa.Resta continuar a tentar eliminar essa ignorância divulgando informação que permita ver o outro lado das questões, aquele lado que sempre nos tentam esconder para que a peça possa continuar a ser representada.
Terrorismo Social
A tendência é para aumentar o terrorismo social através da guerra, crise económica, clima, aids e outras doenças. Sem terror não tem controle da população e sem terrorismo não tem população amedrontada e facilmente manipulável. Assusta-se o rebanho, causa-se uma debandada, e os cowboys encaminham o gado para o curral preparado previamente. Nada mais fácil! Basta apenas tratar as pessoas como animais se as quisermos controlar. Podemos ver isso também em muitas casas e relações em que se usa o terror e o medo para dominar e manipular.Então as previsões para 2009 incluem sempre mais terror, enquanto formos governados por corporações pelo menos.
Globalização
A ideia da elite mundial é globalizar o mais rápido possível e também aí o terrorismo é usado como motor de arranque para a globalização juntamente com as mudanças climáticas "causadas pela poluição". O objectivo de instituir um governo mundial implica criar situações que promovam o fim do nacionalismo e una os povos em causas comuns como terrorismo, clima, sida e segundo alguns no futuro, uma ameaça extra-terrestre, forjada ou nem por isso, pois segundo alguns apenas isso poderia unir a população mundial contra uma ameaça comum e global.Aqui com a transferência de poderes para a União Europeia e com nossos políticos a impedirem a participação dos portugueses votantes nos destinos da nação, estamos com cada vez menos poder de decisão seja a nível nacional seja a nível pessoal. Agora muitas decisões são tomadas sem sabermos quando, como e por quem. Burocratas decidem o que é melhor para nós e nossos governos aprovam e nós reclamamos mas logo passa pois logo vem mais duas ou três para reclamar e já se esqueceu a anterior. Globalização e uniformização ou homogeneização são duas armas bastante usadas pelas corporações que pretendem globalizar tudo aquilo de que dependemos, energia, alimentação, água, saúde e tudo mais que tenha peso na sociedade.
Instabilidade Social
Preocupa-me um pouco que em Portugal aconteçam manifestações de revolta como na Grécia ou em frança anteriormente. É fácil começar uma revolta dessa natureza bastando para isso matar um manifestante, jovem de preferência, aproveitando as já existentes ondas de contestação social. É para isso que servem muitos sindicatos á boa maneira iluminada fazendo o contrário daquilo que é suposto fazerem. É para isso que servem os serviços secretos portugueses e de outros países. É para isso que serve Tavistock e políticas de saúde mental.O ser humano é a maior cobaia que existe e o animal mais experimentado que conhecemos. Experimentam tudo em nós e desde pelo menos a 2ª guerra que esses experimentos sociais são feitas em larga escala. Com o conhecimento da mente que existe hoje e com a tecnologia existente, manipular a população é coisa simples.Tão simples que todos dias se vê notícias capazes de abalar qualquer um minimamente consciente e retirar toda a confiança possível em políticos e intrujas corporativos e no entanto nada se passa a não ser uns bocejos e uns tantos gafanhotos para o ar em jeito de reclamação. E todos dias se guarda mais uma. E de tão adormecidos votam novamente em seus destruidores. E de tão adormecidos, e com tantas porradas guardadas, revoltam-se fácilmente manipulados por um qualquer sindicalista ou líder de qualquer coisa.
Para ajudar criam-se crises e criam-se teatros especulativos com os preços da energia e alimentação criando desemprego e instabilidade social. Tudo se experimenta no povo para ver até onde se pode ir. Nem quero imaginar onde a elite pensa que pode ir depois do 11 de Setembro, da guerra no Iraque, da crise da banca, da aids, crise do petróleo...Se a população aceitou todas essas mentiras e continua a aceitar significa o quê? Que podem fazer pior ainda? É que o objectivo da elite mundial é fazer bem pior ainda sim e aos poucos vão fazendo.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Em 1/3 dos países do mundo é proibido evangelizar

As leis que proíbem a blasfêmia são “alarmantemente difundidas” em todo o mundo, com muitos países estabelecendo punições desproporcionais,...