sábado, 5 de março de 2011

O QUE ESTÁ ACONTECENDO AGORA?

Sempre analisando os fatos à luz das profecias bíblicos. As notícias não param de ocorrer e têm acontecido com muita rapidez. Em várias frentes, podemos ver o progresso do cumprimento das verdades proféticas da Bíblia. É a progressividade que temos comentado reiteradamente.
Muitas vezes, aqueles que creem nas profecias bíblicas ficam esperando um grande e surpreendente evento, mas parecem esquecer que, a cada dia, acontecimentos vão gradualmente criando o quadro geral já profetizado. É óbvio que grandes e surpreendentes coisas ocorrerão, porém não podemos fechar os olhos para o que está ocorrendo no cotidiano. Não podemos cair no condicionamento, "cochilar" e fazer coro com os escarnecedores de II Pedro 3:4, os quais, ao não verem nenhum sinal surpreendente ou espetacular, dizem:
"...Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação..."

COMETA ELENIN: UMA INCÓGNITA

Se você ainda não tinha ouvido falar nesse cometa, guarde esse nome, pois ele vai dar muito que falar nos próximos dias. No dia 15 de dezembro de 2010, ou seja, há pouco mais de dois meses, o astrônomo russo Leonid Elenin descobriu o cometa que agora leva o seu nome.
Até agora pouco se sabe sobre esse cometa. Alguns até duvidam que se trate realmente de um cometa. No entanto, o fato é que um elemento cósmico, descoberto há apenas poucas semanas, passará "perto" de nosso planeta. A menor distância até agora calculada entre esse cometa e a Terra é de 0.2 AU. A medida AU significa "Unidade Astronômica" e é usada para medir as exorbitantes distâncias no cosmos. A Unidade Astronômica corresponde a 150 milhões de quilômetros, que é a distância aproximada entre o sol e a Terra.
Logo, o cometa Elenin, em sua menor distância em relação à Terra, passará a 1/5 da distância que há entre nós e o sol. Isso dá uma distância aproximada de 29 milhões de quilômetros. Para ter uma ideia, Marte, em sua menor distância em relação à Terra, fica a 56 milhões de quilômetros e Vênus, o planeta mais próximo do nosso, fica a 42 milhões de quilômetros em suas órbitas mais próximas. Nestes links da NASA, você poderá checar por si mesmo os dados até agora recolhidos:
Repetimos: Até este momento pouco se sabe sobre esse cometa. Afinal de contas, foi descoberto há poucas semanas. Existem cálculos que apontam para sua maior proximidade em março. Outros, datam essa proximidade máxima para setembro. No link abaixo, você poderá ver um simulador interativo da NASA descrevendo o movimento do Elenin em relação à Terra nos dias que se seguirão, de acordo com o que até agora foi calculado. De acordo com o simulador a menor distância (0.2 AU) ocorrerá no final de setembro e começo de outubro deste ano:
Devemos estar atentos e preparados para todas as possibilidades... O que nos chama a atenção em tudo isso é que um fenômeno de tamanha importância para a Terra só tenha sido descoberto há poucas semanas... Isso mostra quão incipiente é a nossa ciência. A menos, é claro, que esse fenômeno já tivesse sido descoberto e, por alguma razão, ocultado...
Outra questão a ser considerada é a aparente disparidade nos cálculos. Originalmente, foi calculado que esse cometa passaria a 8.8 AU da Terra. Depois, essa distância diminuiu para 1.5 AU (uma diferença de aproximadamente 1 bilhão de quilômetros entre um cálculo e outro!). Agora, o cálculo, segundo a própria NASA é de 0.2 AU... Esse cálculo pode mudar consideravelmente, para mais ou para menos, já que o cometa atravessará o misterioso cinturão de Oort, sem contar com outras interações gravitacionais que poderá sofrer dos próprios planetas de nosso sistema.
Vamos ficar atentos. Alguns andam divulgando que haverá um impacto do Elenin sobre a Terra, o que é praticamente impossível, se considerarmos os cálculos até agora realizados. No entanto, não podemos descartar que o Elenin traga neste ano de 2011, devido ao seu tamanho e à distância que passará, alguma repercussão gravitacional sobre nosso planeta, ainda mais considerando o período de grande instabilidade solar que estamos presenciando. É uma possibilidade e vamos ficar bem atentos a ela, assim como aos outros "sinais do céu" (Lucas 21:11)

O SOL CONTINUA DANDO SINAIS

Mais uma série de intensa atividade solar começou no dia 14/02/11. Fortes emissões de raios-x foram disparados pelo sol a partir daquele dia. A foto acima mostra a explosão que ocorreu do grupo de manchas solares 1158, as quais estão apontadas diretamente para o planeta Terra. Bilhões de toneladas de gás ionizado se deslocaram do sol a mais de 2 milhões de quilômetros por hora. Quando esse gás atinge a camada mais alta da atmosfera terrestre, interage com os átomos de oxigênio e nitrogênio, provocando espetaculares auroras boreais.
No dia 18/02/11, a Nasa, agência espacial norte-americana, se apressou em emitir um comunicado na tentativa de acalmar a população, posto que a divulgação sobre a atividade do sol causou tanto temor que a Nasa resolveu colocar na página do site da agência comunicado dizendo que nada grave ocorrerá no planeta...
No entanto, convém lembrar o que já foi descoberto sobre a magnetosfera terrestre, que é uma espécie de revestimento protetor ou "bolha magnética" que protege o planeta dos ventos e radiações solares. Uma informação que não é muito divulgada ao grande público...
Em fevereiro de 2007 a NASA enviou cinco sondas para estudar a magnetosfera, numa missão chamada de "Themis". No dia 3 de junho, as sondas passaram, de forma acidental, por uma enorme fissura da magnetosfera, com grande quantidade de ventos solares penetrando através dela. "A abertura era enorme, quatro vezes maior do que a Terra", chegou a comentar na ocasião o físico espacial Li Wenhui, da Universidade de New Hampshire, que analisou os dados tabulados. Fissuras na magnetosfera já eram conhecidas, mas nunca imaginava-se que uma dessas fissuras fosse dessa proporção.

SONDA VISUALIZANDO A MAGNETOSFERA
 
Então, a questão é que o sol está numa atividade jamais vista e que a proteção que a Terra possui está com uma grande ruptura. Não se trata apenas das tempestades eletromagnéticas, as quais realmente podem causar um grande colapso nas telecomunicações e em muitos equipamentos, mas acima de tudo se trata da própria atividade do sol e da grande falha que há na proteção da magnetosfera. O Senhor profetizou que haveria sinais no sol e em outros astros, relacionando isso a uma grande angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas (Lucas 21:15). Nós cremos nisso.

A REVOLTA ÁRABE

REVOLTA NO IEMEN

REVOLTA DO BAHREIN

Depois da Tunísia e do Egito, outros países muçulmanos do norte da África e do Oriente Médio estão experimentando grandes manifestações populares, no que está sendo chamado de "Revolta Árabe". Líbia, Bahrein, Iêmen, Irã, Kuait, Omã, Marrocos, Jordânia e Argélia são exemplos disso. Calcula-se que haja centenas de mortos nesses países. Em alguns deles, como a Líbia, as informações são bastante cerceadas.
No Bahrein, o primeiro Grande Prêmio de Fórmula 1, que seria realizado no país no dia 13 de março, foi cancelado por causa da instabilidade do pais.
Seria muita ingenuidade pensar que esses movimentos obedecem apenas à iniciativa popular, numa busca idealística pela democracia e liberdade. É óbvio que muitos que vão às ruas têm esse objetivo ou sonho. Porém, sempre por trás desses gigantescos movimentos, há forças manipulando. Em primeiro lugar, existem as forças espirituais. Não podemos esquecer que há principados agindo diretamente sobre as nações. Também, existem homens manipuladores que querem obter dividendos políticos com toda essa revolta que está ocorrendo.
Devemos estar atentos aos resultados que tudo isso trará. Não cremos que seja uma coincidência que tudo isso esteja ocorrendo justamente agora nem cremos que esses países virarão democracias nos moldes ocidentais. Essa revolta generalizada parece estar inserida na formação prévia da coalização de nações que se aliarão a Gog em sua invasão a Israel (Ezequiel 38 e 39) e na formação da Nova Ordem Mundial. Pouco a pouco, os governos comandados por ditadores vão sofrendo mundanças, de uma ou outra forma, a exemplo do Iraque, Haiti e até mesmo Cuba. O que parecia uma loucura há 30 anos, em plena "Guerra Fria" entre EEUU e países ocidentais x Rússia e países da "Cortina de Ferro", agora se vê com mais clareza. Pouco a pouco, os emprecilhos para um mundo política e economicamente globalizado vão caindo...
Enquanto isso, numa atitude que está sendo considerada pelo governo israelense uma provocação intencional, dois navios de guerra iranianos obtiveram autorização do novo governo egípcio para cruzar o canal de Suez. Acredita-se que é a primeira vez, desde a Revolução Islâmica de 1979, que navios de guerra iranianos tentam passar por Suez, que liga o mar Vermelho ao Mediterrâneo. Um funcionário de Suez afirmou que o Egito só pode negar passagem pelo canal em caso de guerra.
Vamos continuar bem atentos a todos os desdobramentos deste grande movimento "popular" que está ocorrendo nas nações de origem árabe e muçulmana. É muitíssimo provável que tenha a ver com a configuração final que assumirá aquela região nos tempos tribulacionais. Porém, já está produzindo efeitos imediatos. Ontem o preço do barril de petróleo alcançou o maior preço desde a crise de 2008.

AS ABELHAS CONTINUAM MORRENDO INEXPLICAVELMENTE

EM MUITOS LUGARES ELAS ESTÃO SUMINDO

Pois é... Continua a mortandade, inexplicável até o momento, de milhares de abelhas. A última ocorrência se deu em Ontário, no Canadá. Vinte mil abelhas que viviam há dois anos, sem problemas de saúde, na galeria da biodiversidade do Museu Real de Ontário (MRO), morreram todas em dois dias no começo de fevereiro sem que ninguém saiba o porquê, segundo informou uma fonte do museu canadense.
Até agora têm sido relatados casos de mortes e misteriosos "sumiços" de abelhas em todo o mundo. A explicação mais recorrente é que se trataria da "síndrome de colapso das colônias", porém o caso ocorrido no Canadá parece opor-se a essa explicação. As abelhas em Montreal estavam condicionadas numa galeria especial dentro da própria estrutura do Museu Real de Ontário.
Como já destacamos na edição passada, a mortalidade das abelhas está em ascensão em todo o mundo e poderá ter graves consequências na produção de alimentos, uma vez que a maior parte das plantas, sejam cultivadas ou não, é polinizada pelas abelhas.
O misterioso desaparecimento das abelhas também chegou ao Brasil. Apicultores de Santa Catarina, que é o segundo estado maior produtor de mel do país, criaram uma comissão para investigar o misterioso desaparecimento das abelhas. O problema que há seis anos intriga produtores nos Estados Unidos e se espalha por outros países, ameaçando a produção de alimentos para a humanidade, chegou ao Brasil. Esse fato também já começa a ser divulgado na grande mídia.
Pouco mais de 100 espécies vegetais são responsáveis por 90% do abastecimento de alimentos para 146 países. Destas cem, 71 são polinizadas por abelhas, principalmente por abelhas selvagens, e uma pequena parcela é polinizada por outros insetos. Preocupada com esses números, a ONU lançou um alerta: Qualquer perda de biodiversidade é uma questão de interesse público, mas a diminuição do número de insetos polinizadores, em particular, pode ser algo problemático devido aos potenciais efeitos sobre a reprodução da planta. Consequentemente, isso afeta a segurança do abastecimento alimentar.
A causa exata desse problema, no entanto, continua sendo um mistério. Cremos que estamos às portas do cumprimento final de Apocalipse 6:5-6. Apesar de sempre ter havido fome, de uma forma localizada, a Palavra nos mostra que haverá uma fome generalizada. Não cremos ser uma coincidência que os elementos que não serão danificados, segundo a revelação apocalíptica, são o vinho e o azeite. Nem a videira nem a oliveira necessitam, em sua polinização, da atuação de abelhas.
O mistério em torno desse desaparecimento das abelhas continua. Alguns tentam explicar dizendo que se trata de uma desorientação coletiva provocada pela sutil mudança nos polos magnéticos da Terra, que também estaria causando a morte de outros animais, como temos visto desde o começo de 2011. É possível. Pode tratar-se de alguma reação a determinado produto químico ou até mesmo ter como origem alguma atuação sobrenatural. No entanto, fica claríssimo que algo está ocorrendo com as abelhas e, se assim continuar, haverá fome generalizada em todo o mundo. O terceiro selo pode estar mais próximo do que pensamos...

O BIG BROTHER EXPANDE SEUS TENTÁCULOS

O controle sobre a população, seja através do monitoramento, rastreamento ou identificação, continua expandindo seus tentáculos. Há poucos dias, um importante grupo de direitos civis em Chicago, American Civil Liberties Union of Illinois, protestou contra a expansão na instalação de câmeras de vigilância na cidade. Atualmente, aproximadamente 10.000 câmeras, colocadas em lugares estratégicos, monitoram a cidade de Chicago, mas o plano é aumentar esse número.
De acordo com a argumentação do grupo que se opõe a essa expansão, "cada um de nós, em seguida, deve se perguntar se o governo está assistindo e gravando quando entramos no escritório de um psiquiatra, um centro de saúde reprodutiva, uma reunião política, um espetáculo teatral, ou uma livraria"
Atualmente, Chicago tem o sistema de câmeras mais amplo e integrado dos EEUU, de acordo com especialistas. As justificativas para essa crescente expansão da vigilância sobre os habitantes das grandes cidades são muitas. Nos EEUU, talvez a principal delas seja a guerra contra o terrorismo. Se fizermos uma comparação antes e depois do 11/09/01, veremos uma gritante diferença na quantidade e nos meios de monitoramento das principais cidades norte-americanas.
No dia 09/02/11, a secretária de Segurança Interna dos Estados Unidos, Janet Napolitano, alertou que a ameaça de terrorismo contra os EUA permanece, em alguns aspectos, "em seu nível mais elevado" desde os ataques de 11 de setembro de 2001. Além das ameaças feitas pela Al-Qaeda, o grupo militante que, segundo as fontes oficiais, esteve por trás dos atentados de quase uma década atrás, Napolitano afirmou que o país enfrenta novas ameaças daqueles que se inspiraram no grupo e dos que já estão dentro dos EUA. Ela acrescentou que as autoridades norte-americanas acreditam haver indivíduos querendo desfechar já ataques dentro do país e que "eles poderiam executar atos de violência sem dar nenhum sinal".
A mais nova coqueluche dentro das tecnologias de identificação é conhecida como "Realidade Aumentada" e deve chegar ao mercado já neste ano. Esse sistema permite, por exemplo, apontar o telefone celular para um grupo de pessoas na rua e encontrar os perfis dessas pessoas, através do reconhecimento facial, nas diferentes redes sociais da internet....
Parece ciência ficção, mas é realidade. A Viewdle, uma empresa com sede no Vale do Silício, na Califórnia, está na fase final de testes de uma tecnologia capaz de fazer algo muito semelhante a isso: "enxergar" rostos, identificar pessoas e ligá-las, na tela do celular, a redes sociais. O fundador e presidente da empresa, Laurent Gil, afirmou que uma versão comercial do programa deve chegar ao mercado ainda em 2011. "É a primeira tecnologia de computação visual para smartphones", afirmou Gil, que comanda uma rede de laboratórios que inclui escritórios em Kiev, na Ucrânia, e em Montevidéu, no Uruguai.
O funcionamento da Realidade Aumentada não é tão complicado de entender. O usuário precisa criar um banco com fotos - mesmo que sejam do Facebook - das pessoas a serem identificadas. Depois, o próprio aparelho fará a comparação entre os perfis faciais de qualquer pessoa ou grupo de pessoas e o banco do usuário, indicando o nome da pessoa e outras características e dados que constarem na rede social previamente cadastrada.
Colocamos esse exemplo para mostrar o quanto os governos e aqueles que já trabalham para implantar o sistema do anticristo estão avançados em termos de controle e monitoramento. Não é preciso explicar muito que os governos já possuem complexas tecnologias de reconhecimento facial. Se um cidadão comum já vai ter acesso este ano a essa tecnologia de reconhecimento facial e imediata identificação de pessoas através de um simples programa em seu smartphone, imaginem o que os governos já possuem...
Com os modernos sistemas de identificação civil e bancos de dados digitalizados que a maior parte dos governos possui (o Brasil já está implantando isso até 2019), com carteiras possuindo chips e fotos digitais, manter um banco de dados dessas pessoas e identificá-las em qualquer lugar não é uma utopia. É algo bem real. Assim caminha a humanidade, rumo ao controle total do sistema da besta.

UMA PROVA SOBRE O SISTEMA

Lembram da "gripe suína", do vírus H1N1? Depois de toda aquela campanha mundial para a vacinação, o assunto caiu no esquecimento... Cada vez fica mais claro que aquela enorme campanha global para a vacinação em massa não passou de uma grande armação.
Ainda recordamos as autoridades indo à TV para induzir as pessoas a vacinarem-se. Semeava-se a ideia de que aquela pessoa que não se vacinasse estaria correndo perigo de morte e que aqueles que se opunham à vacinação eram desinformados e alienados... Afirmava-se que a vacina era 100% segura, apesar do pouco tempo de elaboração e testes... Bilhões de dólares foram envolvidos em toda essa operação mundial...
Em princípio, não somos contra o uso de vacinas. Cremos que algumas vacinas são indispensáveis. Porém, devemos ser equilibrados. Os fatos indicam que, mais uma vez, o sistema que dirige politicamente o mundo, mentiu e manipulou a maioria da população. Na terça-feira, dia 08/02/11, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que pelo menos 12 países registraram casos de narcolepsia em crianças e adolescentes que foram vacinados contra a gripe A H1N1.
Segundo o relatório da própria OMS, desde agosto de 2010, e após maciças vacinações contra o vírus da gripe H1N1 em 2009, foram detectados casos de narcolepsia em crianças e adolescentes em pelo menos 12 países. Até o momento não foi divulgado quantos casos de narcolepsia diretamente relacionados à vacinação já foram registrados. Vamos continuar atentos a essa informação. A grande lição que fica, mais uma vez, é que não devemos acreditar em tudo o que as autoridades dizem. Não podemos esquecer nunca que o mundo jaz no maligno (I João 5:19).
Finalizando esta edição, algumas notícias que temos recebido parecem estar de alguma forma relacionadas a um acontecimento de grande porte:
1] Em primeiro lugar, nos últimos dias, dezenas de pequenos tremores estão ocorrendo na região do Arkansas, nos EEUU. Também, vale a pena lembrar os casos dos peixes, animais e aves mortos no Arkansas, todos os incidentes bem documentados e conhecidos...
Fomos informados que a FEMA anunciou que fará uma simulação de um desastre catastrófico ao redor da zona sísmica de New Madrid, localizada na região central dos Estados Unidos, principalmente sob o estado de Arkansas. Estamos checando a veracidade dessa informação, porém não parece ser tão descabida, já que no próprio site da FEMA há instruções sobre operações nessa área num texto que data de 2008.
2] Há uns meses atrás, como tínhamos noticiado aqui, o governo de Portugal distribuiu panfletos com a finalidade de alertar a população para o armazenamento de água, alimentos e até mesmo incentivando a preparação de uma mochila de emergência. Essas instruções ainda podem ser encontradas no site oficial do governo português.
3] No último dia de janeiro, a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, convocou todos os embaixadores e chefes de missão diplomática de seu país para uma reunião anual sem precedentes em Washington. É a primeira vez que a totalidade dos embaixadores americanos é chamada a Washington... Até para o mais cético observador, ficará claro que algo extraordinário está em jogo para justificar essa convocação inédita...
O quê de tão importante justificaria a convocação de todos os embaixadores? Os próximos dias poderão nos responder. Outro detalhe importante é que os embaixadores "conversaram" não apenas com Clinton, mas com o chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, o almirante Mike Mullen, e com o novo conselheiro de Segurança Nacional, Tom Donilon.
Não estamos aqui afirmando nada. Apenas estamos noticiando e comentando sobre fatos, para que você possa aprofundar-se no assunto e tirar suas próprias conclusões. Nosso alerta de sempre é que estejamos preparados.
Que não sejamos surpreendidos nem enganados pelos sinais do fim. Esses sinais já estão ocorrendo e continuarão acontecendo. Não espere que a grande mídia, sujeita a diversos interesses comerciais e políticos, lhe informe sobre tudo o que está ocorrendo... Pelo contrário, a grande mídia oferece inúmeros meios e formas para que as pessoas permaneçam totalmente alheias ao que verdadeiramente tem importância. Esteja atento aos acontecimentos, vigiando e orando em todo o tempo. Quem assim fizer, não ficará enganado nem despreparado diante do que já está profetizado.
Até a próxima, se o Senhor permitir.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Cientistas tentam explicar relato do Livro de Josué sobre o Sol parando

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicaram os resultados de uma pesquisa inédita na revista científica Astronom...