terça-feira, 23 de abril de 2013

Fundação da Igreja Católica Apostólica Romana


Sobre a Fundação da ICAR (Igreja Católica Apostólica Romana):

A maior parte dos Católicos Apostólicos Romanos embasam que a fundação da ICAR tem suas origens em Pedro, pela passagem bíblica de Mateus 16:18:

"Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;"


Mas será que o sentido é exatamente esse? Será que ele foi mesmo ofundador da ICAR?

Eu sempre digo que um texto fora do contexto pode justificar muita coisa, então vejamos:

O momento em que disse isso a Simão (ou Cefas, ou Pedro) foi único. Jesus estava falando contra os Fariseus e os Saduceus ao povo que pedia algum sinal vindo dos céus, para que provasse que Deus estava lá.

Qual prova seria maior a eles que o próprio Deus em carne? E Jesus mostrou a eles que não poderia haver prova maior do que reconhecê-lo como tal por sua graça e todos os sinais que já havia dado:

“E Jesus, percebendo isso, disse: Por que arrazoais entre vós, homens de pouca fé, sobre o não terdes trazido pão?
Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens, e de quantas alcofas levantastes?
Nem dos sete pães para quatro mil, e de quantos cestos levantastes?
Como não compreendestes que não vos falei a respeito do pão, mas que vos guardásseis do fermento dos fariseus e saduceus?
Então compreenderam que não dissera que se guardassem do fermento do pão, mas da doutrina dos fariseus.” 
Mateus 16:8-12

Depois disso, Jesus perguntou aos discípulos quem era filho do homem e, posteriormente às respostas, perguntou quem era ele próprio e o primeiro a responder foi Pedro:

Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?
E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. 
Mateus 16:15-16

E Jesus posteriormente a isso respondeu-lhe:

“E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque tu não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.
Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
Mateus 16:17-18

Ou seja, no contexto, Pedro o reconheceu como filho de Deus e não filho da carne. E Jesus, feliz pelo reconhecimento disse que sua revelação e fé são ROCHA (Pedra, ou Pedro) e é sobre este reconhecimento e fé que são rocha, que sua igreja é edificada. Ou seja, é uma fé inabalável e sobre a fé inabalável que Jesus edifica sua igreja.

Em momento algum Jesus disse que os outros apóstolos tinham importância menor do que a de Simão e também e momento algum o colocou como líder.
A critério de conhecimento, por exemplo, após a ressureição de Jesus:

“Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados à mesa, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado.
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Marcos 16:14-17

Perceptivelmente ele não disse isso somente a Pedro, concordam? Outro fato importante é que um dos poucos que realmente fizeram o que Jesus mandou foi Paulo.

Então, quem fundou realmente a ICAR?

Lhes digo que foi Constantino (imperador Romano que reinou do ano de 306 até 337, onde morreu aos 65 anos).
Constantino tinha como religião principal o Culto a Deus Sol Invictus e até a sua cunhagem (prensa da moeda) tinha o Sol Invictus como oficial.



Por receio, vendo o crescimento estrondoso do cristianismo em seu meio, como forma de controle, colocou o Cristianismo como principal religião e proibiu o paganismo.

Este fato é muito interessante, pois ele próprio só foi batizado minutos antes de morrer (por via das dúvidas para não ir para o inferno), tendo para si como religião principal o próprio culto ao Deus Sol Invictus

Um comentário:

Manuel Portugal Pires disse...

Cristo não instituiu um ato idólatra, como faz descaradamente a «igreja católica».




O clero da «igreja católica romana» não me merece nenhuma confiança.




Eles até pretendem mandar em deus, quando consagram a hóstia e fazem dela um deus.




Ora isto é idolatria descarada, que muita gente nem se apercebe.




Fugi das suas ciladas, que pretendem ter lógica que os favorece!!!!


Postagem em destaque

Cientistas tentam explicar relato do Livro de Josué sobre o Sol parando

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicaram os resultados de uma pesquisa inédita na revista científica Astronom...