terça-feira, 21 de julho de 2015

Netanyahu diz que Irã terá arsenal nuclear em 10 anos

Benjamin Netanyahu recebeu o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi (foto: EPA)
Benjamin Netanyahu recebeu o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi (foto: EPA)
21 JULHO, 15:25TEL AVIVZLR



(ANSA) - Contrário ao acordo nuclear entre as potências mundiais e o Irã, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta terça-feira (21) que o país persa terá armas atômicas à sua disposição dentro de 10 anos.
    A declaração foi dada em uma coletiva de imprensa ao lado do premier da Itália, Matteo Renzi, que está em visita ao Oriente Médio e se posicionou a favor do pacto assinado na Áustria. "O acordo com o Irã representa uma grande ameaça para Israel, a Europa e todo o mundo", disse Netanyahu, que chamou o tratado de um "erro histórico".
    "Em 10 anos, o Irã será capaz de possuir um arsenal nuclear. Nesse espaço de tempo, o acordo permite ao regime de Teerã construir quantas centrífugas quiser para enriquecer de maneira ilimitada seus estoques de urânio", acrescentou.
    Para ele, o pacto com as potências mundiais servirá para financiar a "agressividade" e o "terrorismo" que o governo iraniano "dissemina" na região e no mundo. Já Renzi ressaltou que Itália e Israel têm posições "diferentes" sobre a questão e afirmou que Roma apoia o tratado de Viena.
    Uma das participantes das negociações sobre o programa nuclear foi a alta representante para Política Externa da União Europeia, a italiana Federica Mogherini, que teve o premier como seu grande cabo eleitoral na corrida pelo cargo.
    "Mas a segurança de Israel é a segurança da Europa e também a minha. Temos um destino em comum para compartilhar", salientou o primeiro-ministro. (ANSA)

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Seita chinesa acredita que Jesus reencarnou em mulher

A Igreja do Deus Todo-Poderoso (IDTP) é uma religião que nasceu no início dos anos 90 na China, e crê que Jesus reencarnou em uma mulher ch...