domingo, 15 de junho de 2008

Grande Tribulação, templo e sacrifícios


Grande Tribulação, templo e sacrifícios


Pergunta: "Depois do arrebatamento Israel e as nações viverão novamente como no Antigo Testamento? E os judeus edificarão novamente o templo e voltarão a fazer sacrifícios? Ou como devemos entender, por exemplo, passagens como Ezequiel 45.17ss e Ezequiel 46.24? A última passagem mencionada diz: "São estas as cozinhas, onde os ministros do templo cozerão o sacrifício do povo."
Resposta: Segundo o meu entendimento, podemos responder positivamente à sua primeira pergunta, pois após o arrebatamento o mundo se encontrará na 70ª semana de Daniel, que é uma continuação das 69 semanas (de anos) anteriores, todas elas dentro do contexto do Antigo Testamento. A última "semana" também acontecerá sob condições e circunstâncias semelhantes às existentes no tempo do Antigo Testamento. Além disso, vemos no Apocalipse (capítulos 5 até 18) que normalmente são usados símbolos do Antigo Testamento para descrever a época da Grande Tribulação e os que vivem nela. Pessoalmente sou de opinião, e com isso chego à sua segunda pergunta, que o templo em Jerusalém será reedificado e que voltarão a ser feitos sacrifícios nele, o que se percebe muito claramente pelo que está escrito no capítulo 12 do livro de Daniel. No início dessa passagem lemos de um tempo de angústia como nunca houve, e mais adiante está escrito que o sacrifício diário e o holocausto serão tirados. Portanto, voltará a haver sacrifício diário e holocausto.
A Segunda Epístola aos Tessalonicenses (capítulo 2, especialmente o versículo 4) e Apocalipse 11 também relatam que em Jerusalém haverá novamente um santuário onde o anticristo se assentará. Não creio que esse santuário seja a Igreja. Pois sempre que a palavra "santuário" (ou "templo") se refere simbolicamente à Igreja ou a Jesus, isso é mencionado no próprio texto. Mas como este não é o caso em 2 Tessalonicenses 2, creio que então de fato haverá novamente um templo em Israel.
Ezequiel 46 fala da situação no Milênio, onde também haverá novamente um templo, isto é, o verdadeiro templo do Senhor em Jerusalém, onde o próprio Senhor Jesus reinará. E ali os sacerdotes também exercerão novamente o seu ministério, e também serão feitos sacrifícios, realizados em memória do sacrifício do Calvário. E como já no Antigo Testamento os sacerdotes viviam de certas partes dos sacrifícios, assim também no Milênio eles se alimentarão de determinadas partes dos sacrifícios que cozerão. Ali também se fala de cozer no forno, onde certamente serão novamente cozidos pães, por exemplo, os pães da proposição que voltarão a ser colocados no templo.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Em 1/3 dos países do mundo é proibido evangelizar

As leis que proíbem a blasfêmia são “alarmantemente difundidas” em todo o mundo, com muitos países estabelecendo punições desproporcionais,...